As reformas laborais da chamada esquerda parlamentar

Como já tive, por diversas vezes, oportunidade de salientar, as chamadas “reformas laborais” defendidas e implementadas para servir os interesses do grande capital financeiro têm, nos últimos 40 anos, assentado sempre numa dupla lógica (cujos termos, porém, são sempre convenientemente apresentados com a natureza de “medidas de carácter técnico” e de postulados indiscutíveis e que, por isso, não poderiam nem deveriam ser debatidos)

Truques e manobras políticas

Cuidado com os falsos profetas. João Galamba por mais entrevistas que dê sobre a questão dos combustíveis não faz parte da solução, faz parte do problema. O governo recusa um direito constitucional e recusa garantir a tranquilidade da população com um mesquinho objectivo político e eleitoral.

O Diabo está nos pormenores

Há algum tempo um Amigo meu comentava recorrentemente que os trambiqueiros, entenda-se por trambiqueiros os chamados criminosos de colarinho branco, só eram apanhados quando e porque se começavam a sentir indestrutíveis, quando e porque não sabiam parar com a “actividade de sucesso”, quando e porque começavam a ficar pouco atentos aos pormenores, aos detalhes e, lá está, nos pormenores é que está o Diabo.

Os privilegiados estão assustados

Por que razão hão-de ter privilégios especiais – ou quotas – os ciganos, os pretos, os Sírios refugiados, os gays ou os trans que querem direitos iguais?
Por uma razão muito simples. Pretos e ciganos venham de onde vierem andam há séculos a ser discriminados e excluídos. Sem terem a oportunidade para provar, mostrar e aplicar o mérito que têm.

The Spell “Altice(mamente)”

Permitam-nos os leitores a liberdade de expressão que iremos usar ao afirmar que ficámos na dúvida se foram os The Spell que fizeram a abertura do espectáculo de Júlio Iglésias ou se terá sido Júlio Iglésias quem fez o encerramento do espectáculo dos The Spell.