Carta aos Queridos Banqueiros

Queridos Banqueiros, Espero que esta vos encontre bem, eu cá vou indo, na graça de Deus. Fiquei muito preocupado ao ver a forma como o sr. José Manuel, Joe para os amigos, foi tratado por aqueles indivíduos que, sendo despudoradamente eleitos pelo povinho, pensam que podem questionar, duvidar, interrogar o sr. José. O Sr. José…

From Russia with love

Quem leu o título deste texto certamente pensou que o tema seria político, especialmente porque o dia de hoje assim o justificaria ou, para os menos dados a coisas da política, que seria sobre um filme do James Bond.  Errado, nada a ver nem com política nem com filmes. É um texto sobre algo bem…

Montanhas de caturreira

Querido, escrevo-lhe da boca do inferno. Que é este país como sabe. Tou que não posso. Que caturreira que é o menino João Pereira Coutinho! Bem lhe disse que andava a viver acima das suas possibilidades. Eram iates, as ilhas privadas, o helicóptero e olhe sei lá o whiskey de malte, as festas temáticas e…

O trabalho mata

Teremos consciência que o trabalho como está hoje organizado nos mata? Nos meus sonhos de trabalho, nunca trabalho. Não gosto e isso reflecte-se no meu sonho. Na vida real trabalho. Para dar muito dinheiro a uma grande corporação. Eu recebo a infinitésima parte do lucro bruto. Eu tenho o desgaste, a dor, os pânicos, o…