Afonso Henriques de Hélder Costa

Estreia 25 de Abril

De Quinta a Sábado às 21h30 | Domingo às 16h30

Afonso_Henriques_VersaoFinal_2015.cdr

Pareceu-nos interessante montar um espectáculo que estudasse a figura do nosso primeiro Rei à luz da cultura da sua época e simultaneamente com os olhos, sensibilidade e cultura dos dias de hoje.

Fundar um país nesses tempos, como hoje, implica guerras, crueldade e injustiças humanas. E também esforço e risco por parte de quem invadia terras e tomava castelos porque nesse tempo os generais iam para a guerra.

Dois sinais da personalidade de Afonso Henriques pareceram de grande importância:

 – a recusa em pagar a bula ao Papa para ser considerado legítimo fundador de um novo país. Herculano cita a justificação do Rei ao Cardeal enviado por Roma “eu lutei em nome de Cristo e tenho as marcas dessa luta no meu corpo”

– a posição contra o massacre dos mouros em Lisboa,  no que foi desrespeitado pelos Cruzados invasores,  deixando na fundação da nacionalidade a marca do multiculturalismo.

Esta atitude de respeito pela outra crença religiosa foi reafirmada na concessão de terras a essas populações na zona entre Almada e Setúbal e foi o conselho mais importante que deixou ao seu filho D. Sancho, O Povoador.

RESERVAS : 213965360

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *