Apenas coincidências… (por Estátua de Sal*)

Imagem:  Blog 77 Colinas

Imagem: Blog 77 Colinas

Ontem, dia em que se sabia que a Comissão Europeia iria decidir sobre as sanções a Portugal, alguém, supostamente muito inteligente, mas talvez não tanto que se lembrasse que também há mais gente inteligente que poderia topar a jogada, decidiu colocar o sr. Procurador Amadeu Guerra, atual Diretor do DCIAP. a dar uma entrevista à SIC, culminando os holofotes do dia sobre o caso Sócrates com uma reportagem (nitidamente preparada com significativa antecedência) seguida de debate na mesma estação televisiva.

Esta reportagem e debate foi uma espécie de julgamento em direto baseado nas presunções do costume e nas elucubrações do Sr. Gomes Ferreira que disse que se farta de conhecer economistas e advogados que ganharam milhões de forma, disse ele, pouco clara, mas que engoliu em seco quando Rogério Alves lhe perguntou se já os tinha denunciado como é obrigação de um cidadão íntegro. Eu acho que o Ministério Público deveria convocar o José Gomes Ferreira para prestar esclarecimentos sobre as trafulhices que ele diz conhecer a rodos e abrir um inquérito, para a Justiça não seja gozada desta forma. Passando à frente.

Entretanto, o Dr. Amadeu Guerra, que se tinha imposto a si próprio o prazo de 15 de Setembro para concluir ou desistir da acusação a Sócrates, veio agora na referida entrevista dizer que tal prazo poderá ser ultrapassado, “logo se verá”. Desmontemos agora o enredo.

Não convém encerrar o inquérito para se poder desenterrar o espantalho de Sócrates sempre que politicamente convenha a alguém e ontem era um desses dias: se houvesse sanções convinha desculpar  Passos Coelho e comandita e servir a efígie de Sócrates, colando-a ao Governo atual, numa bandeja de pecado a espiar; se não houvesse, como sairiam, nessa hipótese, muito mal na fotografia depois da vergonhosa campanha anti-Pátria que conduziram, teriam aí uma forma de ofuscar a vitória de António Costa e do Governo e ocultar a sua própria derrota.

Não gosta a Direita deste meu enredo? Acredito que não deva gostar e ache que isto é tudo uma grande fantasia.

Até pode ser. Mas está ao mesmo nível dos supostos indícios que se diz existem no caso Marquês e que, ao que parece, vão levar a que os meus netos – que não tenho hoje -, ainda venham a assistir ao julgamento de Sócrates, se é que ele alguma vez vai ocorrer.

Só que há uma diferença: enquanto eu não acuso ninguém em concreto como sendo o autor destas maquinações, por falta de provas, (apesar de ter as minhas suspeitas) o MP e os amigos da caranguejola da comunicação social vão acusando Sócrates e fazendo reportagens e entrevistas, sempre com o intuito de condenar quem a Justiça ainda não se atreveu a acusar em juízo, quanto mais, sequer a condenar.

Que tudo isto se passe na SICN, para mim é apenas uma coincidência, porque eu não sou o Dr. Rosário Teixeira, nem o Dr. Amadeu Guerra. Porque se fosse isto seriam fortes indícios de qualquer coisa pouco transparente e iria mandar prender o Dr. Balsemão para poder investigar sem que ele, com o seu grande poder, pudesse perturbar o inquérito.

E eu já nem falo nos fracos indícios, que transpiram diariamente do alinhamento noticioso desta estação televisiva, da ênfase que dá a certas notícias em detrimento de outras que cala ou minimiza, e sobretudo da forma como enquadra, e encadeia a sequência das próprias notícias construindo uma mensagem subliminar que em si própria se torna ela também notícia.

Não é que estas técnicas sejam novas no currículo da SICN, mas agora estão a raiar os limites do despudor. De forma que eu aconselhava a SICN, por transparência, a mandar colocar no canto esquerdo do écran, acompanhando os blocos noticiosos, um quadrado bem visível com os dizeres: Publicidade Paga, para que os espetadores mais incautos não comam gato por lebre sem darem por isso.

Seria mais honesto e o Dr. Rosário Teixeira já nada teria a investigar porque sendo publicidade paga é tudo legal. Ao fim e ao cabo, business is business, e nesse caso já o Dr. Balsemão não teria que revelar quem paga os serviços da SICN e quem são os seus clientes.

(*) Estátua de Sal é pseudónimo dum professor universitário devidamente reconhecido pelo Noticias Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *