Viva o 24 de Abril

Ser cidadão consciente é uma obrigação ética e moral. Qualquer semelhança com a realidade pode não ser coincidência. História surreal inspirada em factos surreais. Tarde ventosa na linha. Numa sala virada a sul, com chaise longues de padrões beije e verde, psichés da avó Madalena, cortinas de brocados e lamés corridas, um grupo de homens…

E agora?

Confinou-se um país para baixar uma curva e não fazer colapsar o SNS. Afinal este estava ligado ao ventilador e faleceu com tudo o que já se desmascarou. Nos lares, nos hospitais, nos centros de saúde. Exaustos e mal pagos, os que restam num SNS depauperado baixaram a curva e mostram as feridas a nós…

Porque escrevo?

O ato de escrever contém em si uma dupla ambiguidade: permite a ilusão de viver e a ilusão de não morrer. Ainda assim, ciente da fantasia, um ente acorda dentro de nós e recita-nos, uma a uma, as palavras. Transcrevemo-las como se fossem coisas reais por fora e abstrações convencionadas por dentro. Mas o enigma…

Tretas Num Café Virtual – (Ep.45)

Neste começo de mais uma semana, fazemos nova abordagem ao tema que finalizou a semana passada, o futebol da nossa cidade e a fusão entre clubes. Claro que esta conversa não era igual se não tivesse a presença da Helena Durães, o Jacinto Furtado e o Paulo Ideias, em mais um Tretas Num Café Virtual.

Tretas Num Café Virtual – (Ep.44)

Final da semana e a conversa sobre o futebol não pode ser esquecida, mesmo com o Jacinto Furtado a querer fugir ao ópio do povo, esta e muitas outras conversas estão aqui no Tretas Num Café Virtual com a Helena Durães, o Jacinto Furtado e o Paulo Ideias.