Carta aberta ao Facebook- rede por onde se distribui este site de notícias

Querido Marco, obrigada por teres criado esta parede – na caverna onde vivemos – como distracção, forma de entretenimento, contacto de maior proximidade (discutível), de troca de informação e ideias entre os da espécie.  Foi inteligente perceberes a psicologia, este nível de ligações a que estamos sujeitos na nossa génese. Feitos seres sociais, interligados, interrelacionados…

A nu e a cru

Quando morrem sempre os mesmos. Dói.  Os problemas do primeiro mundo, desenvolvido, industrializado, das grandes corporações -estas últimas que provocam as alterações climatéricas – são uma gota de água na devastação provocada pelo ciclone que atravessou Moçambique, Zimbabwe e Malawi. São milhares que perderam a vida e milhares que ficaram sem nada, milhares sujeitos à…

Mesmo Frida jamais me Khalo

Celebro o dia da mulher no dia que eu quiser. Ter uma vagina é há séculos sinónimo de viver acima das possibilidades.  Quem tem pénis afinal decide e julga quem podemos ser, o que queremos e podemos fazer, o que devemos escolher, quanto devemos ganhar ou se somos capazes de fazer trabalhos muito complicados. No…

Nessun dorma

Vivemos para morrer. Talvez seja esse o fim do começo de tudo. Enquanto vivemos é na expressão da linguagem que mostramos quem somos. Talvez este seja o objectivo do começo e do fim da vida. Do nosso potencial como consciência. Como humanos.  Hoje quero escrever sobre dois assuntos, censura e mulheres.  Somos vigiados pela rede…

Fios Vermelhos

Treze (13) mulheres assassinadas este ano. Crime: violência doméstica. Os seus companheiros mataram-nas. Porquê? Ou eram deles ou de mais ninguém. Ou obedeciam às suas leis ou morriam.  Eram os seus objectos não transaccionáveis a não ser para uso a belo prazer dos próprios. Más leis, fracas leis, leis injustas para com as agredidas e…

Muito barulho por nada

Quero dizer-vos que tudo o que tenho para vos dizer é que o mundo anda chato e sem criatividade. Sempre a mesma coisa, sempre o mesmo barulho. Por nada. Há milhões de anos. Bomba aqui, mortes ali, guerras acolá, cimeiras sem resultados cá, estratégias de domínio e mentiras acoli. Uns andam à porrada, outros calam-se…

“Não matarás”

Um dos dez julgamentos inúteis e hipócritas que a religião inventou. Nenhum Deus (macho do Oriente médio) iria perder o seu tempo a aparecer a uma plateia de um único homem – não havia redes sociais – para impingir um conjunto de normas que nunca iriam ser cumpridas. Os mandamentos são como este meu postal.…