Justiça – Até quando abusareis vós da nossa paciência?

Nestas últimas semanas fomos confrontados, em matéria de Justiça, com três situações tão importantes quanto particularmente reveladoras do real e muito grave estado de coisas em que nos encontramos: Primeira – Um caso de violência doméstica O Tribunal da Relação de Lisboa[1] revogou recentemente uma inefável sentença do juiz do Tribunal da Horta–Faial, António Calado, que absolvera um…

A guarda alternada e a (des)igualdade parental: história de uma falácia convertida em lei

Na semana passada, o Parlamento português praticou mais duas indecorosas façanhas contra inúmeras pessoas das mais vulneráveis da nossa sociedade. Primeiro, na quinta-feira 12/12 e com o decisivo voto contra do PS, chumbou sucessivamente quer os projectos de lei (apresentados pelo BE e pelo PAN) que previam o reconhecimento do estatuto de vítima às crianças…

O império do medo

O regime fascista, como todos os regimes ditatoriais, não só utilizava a repressão directa e brutal como impunha igualmente a cultura do medo e também a da mentira. Assim, não só vigiava, perseguia, encarcerava, torturava e até assassinava os seus opositores, como procurava incutir a tudo e a todos o medo. O medo de não…

Os coveiros da Saúde

Em 18 de Maio de 2018, no Congresso Fundação Saúde SNS, realizado em Coimbra, António Arnaut, figura incontornável da Democracia portuguesa e “pai” do Serviço Nacional da Saúde, proferiu as seguintes palavras: Como todos sabemos, os meus amigos como profissionais e eu como utente, o nosso SNS atravessa um tempo de grandes dificuldades que, se…

Quem quer novas Pides?

Todos sabemos que a famigerada polícia política do regime fascista, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado (PIDE), rebaptizada em Novembro de 1969 por Marcelo Caetano como Direcção Geral de Segurança (DGS), para além de prender, torturar e até assassinar combatentes anti-fascistas como José Dias Coelho, Humberto Delgado e Ribeiro Santos, vigiava, seguia, ouvia,…