Declarações de Ricardo Salgado na Comissão Parlamentar de Inquérito.

salgadoA audição a Ricardo Salgado na Comissão Parlamentar iniciou-se hoje às 09h00 e, no momento que publicamos este breve resumo, ainda continua, não se prevendo a hora a que terminará.

A maratona, como referimos, teve inicio às 09h00 foi marcada pela leitura, por parte de Ricardo Salgado, duma longa declaração onde fez a sua leitura dos factos que levaram à resolução do Banco de Portugal.

Começou a sua declaração com a citação dum provérbio que dava o sinal do sentido que iria dar à sua declaração inicial “um leopardo quando morre deixa a sua pele, um homem quando morre deixa a sua honra”.

Na visão de Ricardo Salgado o BES “não faliu, foi obrigado a desaparecer” acrescentando que “quebra finalmente o silêncio ao fim de seis meses de julgamento na praça pública que levaram à destruição do património e da marca Espírito Santo”.

Com várias acusações ao Banco de Portugal e ao governo Ricardo Salgado, relativamente à marca e ao prestígio que o BES tinha no mercado afirmou “nem mesmo os revolucionários de Abril sentiram a necessidade de apagar um nome”

Deixamos, para consulta dos nossos leitores, aqui a versão integral da declaração de Ricardo Salgado.

Declarações Ricardo Salgado à Comissão Inquérito 09_12_2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *