Desabafo antes de ir apanhar figos para a sopa e beldroegas para a marmelada sobre o universo paralelo que descobri.

Sinto-me uma sapio-futebola. Quase que me afogo em sabedoria da ciência de sad´s e afins.
Os jornais e a net não falam noutra coisa. Sinto-me tão cultivada que me dói a calvíce.

Aposto uma cesta de figos e uma mã-cheia de beldroegas que quem vota e, vive empolado em eleições presidenciais de clubes, não vota nem nos clubes das europeias, das autárquicas ou das legislativas (que não interessam para nada).

Quem sabe o Pinto da Costa, o Vieira e o Bruno possam vir a ser os representantes lusos num governo a que chamaria de “tripeça” ou em crioulo “tropeça”.

A sede seria na Brandoa ou na Arrentela onde legiões de guarda-costas voluntários formariam um exército de defesa do seu clube lusitano.

Ronaldo e Mourinho recebiam a pasta de Ministros dos Negócios Estrangeiros e a Dona Dolores (quem disse que não temos um personagem literário luso à laia de D.Quixote?) ficaria em Belém, e, com uma selfie do Marcelo correria o mundo, mostrando os benefícios de ser português e usar bigode.

A Madonna naturalizava-se portuguesa e faria um dueto improvável com a Kátia Aveiro (filha da Dona Dolores) num hino novo.
Portugal tornar-se-ia campeão Mundial. Do universo paralelo.
Agora vou dormir a sesta e a seguir salvar o mundo.

Anabela Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *