Está-me a falhar qualquer coisa…

Gosto de observar e ouvir. Aprendo. Ou deliro.

1) Ouço avidamente quem sabe pensar criticamente e bolso a malta dos “cultos”, cuja única preocupação não é ouvir antes sim regurgitar bílis. Mas a sua dor, raiva e insubmissão também me faz sentido. São insubmissos aos governos e ao status quo e submissos ao culto. Contradição nos termos. Porque hoje tudo é uma charada feita de contradições nos princípios e nos fins.

2) Desconfiamos da própria sombra, dos políticos, das políticas, dos vizinhos, dos que têm opinião diferentes. Não se entende porque o contraditório e opiniões diversas não são mais ouvidas. O que faz naturalmente gerar desconfiança.A pescadinha a comer o próprio rabo. 3)Porque já somos todos malucos e estamos a ficar pior. Estamos fartos e exaustos. Dependemos de lunáticos, de quadripolares, de sociopatas mas também de gente de bem que quer certamente o bem colectivo. E distingui-los?

4)O vírus esqueceu- se de distribuir o livro de instruções quando iniciou a sua empreitada e já anda no meio de nós omnipotente e omnipresente desde o início do ano.Mas hoje sabemos mais e sabemos que os confinamentos servem para quebrar a corrente de contágio. Consequentemente achatar a curva – diminuir o número de doentes graves em cuidados intensivos e mortes, ajudando o SNS a não falir ( parece que já aconteceu mas não avisaram. Ainda).

5)Então além do uso de máscaras e distanciamento físico, ficar em casa confinados a morrer de outras doenças se for preciso, incluindo de fome) porque razão :- não se testa massivamente isolando os positivos? – Incluindo o fecho de todas as fronteiras, testando e isolando os positivos. 
Se é para controlar uma pandemia infecto- contagiosa e trazer confiança aos cidadãos e, saúde ( não esquecendo que estamos já doidos) este  parece- me um pensamento baseado em muito bom senso e inteligência prática.
Já foi testado, já se viu que funciona, outros lugares  (Manchester está a fazer a experiência). 

Então porque não a aplicamos aqui?  Porque será que a gestão da pandemia tem a ver apenas com a disponibilidade e capacidade (sabemos que finita) do SNS? Aqui começam as desconfianças e as teorias que nos levam às loucuras e aos cultos e a acreditar em vendedores de banha da cobra. E isto é francamente quase mais penoso de assistir que a esta doença. 

Há gente que pensa e pensa bem. E se os deixássemos aplicar estás e outras soluções?…Talvez começássemos a ganhar confiança ( uns nos outros, nas Instituições, nas políticas), nos serviços de saúde.

Just sayin…

Confinastê para ti com um matador viral( rum, gelo, limas e hortelã)

Anabela Ferreira

Um comentário a “Está-me a falhar qualquer coisa…”

  1. […] post Está-me a falhar qualquer coisa… appeared first on Notícias […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *