Mário Centeno, o moço marafado!

Mário Centeno em particular, o governo de forma genérica, estão há muito debaixo de fogo da oposição em exercício. Se alguém pensa que a oposição em exercício é algum partido politico está muito enganado, a oposição em Portugal é assumida, sem qualquer ponta de pudor ou vergonha, pelo poder judicial que tem feito aquilo que, por incapacidade objectiva e subjectiva, a verdadeira e legitima oposição não consegue fazer.

Exemplo da incapacidade da oposição pode facilmente demonstrar-se com a mais recente critica do amanuense recentemente eleito líder do PSD, numa das suas primeiras intervenções, resolve atacar o governo pelo simples facto de a Google ter decidido abrir instalações em Oeiras, criando com isso mais 500 postos de trabalho. Argumenta o amanuense que o governo perdeu uma oportunidade de descentralizar investimentos.

Bem sei que este Rio a montante nada tem e a jusante está seco. Alguém lhe devia explicar que a decisão da Google é uma decisão corporativa, duma entidade privada, não carece de autorização nem de interferência governamental. O governo não está nisso envolvido, não há dinheiros públicos envolvidos, nem sequer por via de eventuais benefícios que não foram negociados. A Google decidiu instalar-se em Portugal e para isso escolheu o município do ex-autarca modelo do PSD.

Agora que referi o ex-autarca modelo lembrei-me do novo autarca modelo social democrata, Salvador Malheiro, director de campanha de Rui Rio, envolvido em processos menos claros que condicionaram e influenciaram os resultados das eleições internas do PSD. Estará também envolvido em processos duvidosos de adjudicação que, alegadamente, terão beneficiado o líder da concelhia de Ovar do PSD. É curioso, quase se pode afirmar sem correr o risco de errar que o PSD não tem grande sorte com autarcas modelo.

Voltando ao moço marafado, o Observador noticia que o Expresso noticiou e, de acordo com o Expresso terá sido o Correio da Manhã a noticiar, por sua vez o Correio da Manhã dá a noticia, mas afirmando que a dá de acordo com o Expresso. Em conclusão, esta pescadinha de rabo na boca em que uns afirmam que são os outros a fonte da noticia serve para noticiar que o Ministro das Finanças, Mário Centeno, estará a ser investigado por ter recebido uma vantagem indevida.

A alegada vantagem indevida que Mário Centeno terá recebido resume-se a dois convites para assistir a um jogo de futebol no camarote presidencial do estádio daquele clube de Carnide. Isto sim é crime, o tipo que fica com o dinheiro dos meus impostos ser benfiquista é, no mínimo, um escândalo. Reza a história, aliás já confirmada pelo gabinete do ministro, que o gabinete terá pedido dois convites para o ministro assistir a um jogo de futebol, sendo este pedido fundamentado com razões de segurança.

Os lugares no camarote presidencial não são comercializáveis, não têm objectivamente valor, podia acrescentar, mas seria tendencioso que, sendo no estádio em questão não valem mesmo nada. O ministro é sócio do clube, consta que com lugar cativo que paga e pelos vistos não usa, quis ir assistir a um jogo de futebol e para ocupar outros lugares, o seu por exemplo, teria obviamente, por razões de segurança de ter os lugares à volta disponíveis para os elementos da sua segurança pessoal, isso sim teria um custo para o clube, isso sim, embora legal, seria uma vantagem indevida.

É muito estranho que até agora ninguém da oposição em exercício se tenha preocupado com a eventual vantagem indevida que o outro moço marafado, Anibal Cavaco Silva, teve do BPN com acções valorizadas por “decreto” do seu ex-secretário de estado. Ninguém investigou o negócio que deu o MEO Arena ao genro do mesmo moço marafado nem sequer quiseram saber dos estranhos contornos da permuta e compra das suas casas do Algarve bem como das escrituras “desaparecidas” e das declarações erradas à autoridade tributária. Isso claro que não tem importância nenhuma até porque, o velho moço marafado goza de absoluta inimputabilidade.

A questão dos convites vem a jogo para tentarem acusar Mário Centeno de ter beneficiado um dos filhos do presidente do clube de Carnide numa isenção autárquica que este teria requerido. Como devem ter dado conta, é uma isenção autárquica, não é uma isenção governamental, depende da vontade da Câmara Municipal, neste caso a de Lisboa pelo que, quando muito, o melhor será verem se, por acaso, Fernando Medida não terá estado alguma vez no camarote presidencial. Tendo em conta a barbaridade de dinheiro que ele paga ao fotógrafo que o acompanha se esteve certamente há muitos registos fotográficos disso.

Já agora, então e as crianças raptadas pela IURD ninguém mexe nisso? É processo aberto para mais tarde se arquivar? E, já agora mais um já agora, então e os milhões da empresa do moço janado que Bruxelas diz terem sido obtidos fraudulentamente, continuam arquivados?

Já agora, será pedir muito ou será uma pergunta muito complicada, querer saber quando é que a justiça começa a actuar em casos de justiça em vez de andar a fabricar casos?

Jacinto Furtado

2 comentários a “Mário Centeno, o moço marafado!”

  1. João diz:

    Gostei da sua crónica.
    Só um reparo, clube de Carnide, existe um clube em Carnide que é este :https://www.zerozero.pt/equipa.php?id=15980
    O SLBenfica está em São Domingos de Benfica, se reparar na planta de Lisboa, a sul da 2ª circular, a freguesia de Carnide não tem área.
    Essa alusão é feitos pelos sportinguistas/portistas ao Benfica, para provocar os benfiquistas, mas é falsa, como os benfiquistas dizem o clube do Lumiar, mas ai sim, o Sporting está no Lumiar e não em Alvalade.

    • Jacinto Furtado diz:

      Muito obrigado pelo seu comentário e pela sua observação mas, foi precisamente para usar dessa “rivalidade” clubista que abusei de Carnide! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *