Na espuma dos nossos dias…Estudos científicos confirmam:

JONETOs piores inimigos desta nobre escumalha de piedosos são as redes sociais onde as pessoas partilham e comunicam, onde a informação circula, onde milhões se informam e recebem conhecimentos de várias formas e até trabalho. Onde as pessoas se aproximam para gerar grupos, movimentos sociais e de cidadania que amedrontam o programa de escravatura colocado em marcha, fazendo-os temer que um dia o poder real caia nas mãos ou melhor no cérebro dos cidadãos e se mostre.

Mas porque não se calam?

Não perceberam já que não somos robôs lobotomizados?

Ide fazer voluntariado para o Vaticano como acólitos nas missas das 4ªs feiras. Ouvir os discursos cristãos do Francisco.

Ou numa Etar.  É mais pedagógico para o estilo de cócó que defendem e protagonizam.

Espero que quando precisardes de voluntários vindes às redes sociais fazer campanhas…

Voluntários gente do bem façam voluntariado com as pessoas à vossa volta, que de facto precisam de pão, sopa, companhia, amizade e um agasalho, sem passar pela casa do Santos e do Azevedo ou pelo saco de plástico da Isoca querida. Que trabalha, come bifes acompanhados de brioches feitos na bimby pela empregada, anda de audi, ganha que se farta, e tem nome à custa do trabalho de milhares de voluntários. Alguns milhares…desempregados.

Bom para ela.

Deixe os seus concidadãos em paz ou se quiser ir mais longe, e, não sei se é capaz, respeite-os.

Ou um dia, fica sem cabeça. Não que esta valha de grande coisa como já provou, sem precisar de fazer muito. Bastou abrir a boca 2 ou 3 vezes e percebeu-se onde fez o estágio. Ou a licenciatura por equivalência, já que anda como o avião da Malásia. Perdida no mar imenso da ignorância e da maldade.

Quem fala assim deve ter medo que o mundo avance.

Se podíamos viver sem estas polémicas e declarações abjectas? Poder podíamos. Mas eles não seriam a mesma coisa. Seriam pessoas decentes, bem formadas e cristãs. Coisa que não são.

Anabela Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *