Uma nova teoria da conspiração! (por Jacinto Furtado)

As teorias da conspiração são como as cerejas, come-se sempre mais uma e, a famosa, Operação Marquês tem espaço para muitas… cerejas e teorias da conspiração.

Ora vamos lá ver isto de outro prisma!

A quem interessa toda esta confusão? Se quisermos ignorar a presunção de inocência a que todos os arguidos têm direito, até trânsito em julgado duma sentença condenatória, temos de concluir que a confusão só interessa a José Sócrates e aos restantes arguidos.

E, continuando com a teoria da conspiração, isso significa que Sócrates tem de estar por trás de todas as novas suspeitas que vão chegando. Tem de ser ele que vai lançando para a mesa do procurador que de achador nada tem umas informações macacas que vão adiando e chutando para a frente o inquérito e a investigação sem fim à vista.

Desta forma daqui a uns anos ainda estão a aparecer novas suspeitas e já os alegados crimes prescreveram!

Fantástico não é?

Mas como eu não acredito que o Juiz Carlos Alexandre, o procurador Rosário Teixeira e a Procuradora Geral da República sejam totalmente burros e incompetentes então todos eles têm de estar de conluio nesta manobra macabra de fingirem que investigam mas não investigam, fingirem que querem acusar mas não acusam, fingirem que querem julgar mas apenas julgam que os demais são parvos.

Certamente o Juiz Carlos Alexandre, o procurador Rosário Teixeira, a Senhora Procuradora sabem, se não sabem qualquer reles estagiário que ande lá pelos corredores explica-lhes, que os alegados crimes não têm de estar todos metidos no mesmo saco. Já devem ter ouvido falar em processos autónomos. Devem com certeza saber que os alegados crimes que deram origem ao processo já podiam ter dado origem a uma acusação e que os alegados crimes que entretanto foram aparecendo e dos quais foram tendo conhecimento podiam ir dando origem a outros processos.

Sabem isso não sabem?

Então se sabem que raio de merda andam a fazer com esta palhaçada dos “novos factos”, “novas linhas de investigação”, “novas suspeitas”, “novas diligências de prova” etc etc.

Andam a brincar aos tribunais não é?

Andam a fingir que investigam, que acusam, que julgam e que a justiça é cega e não é diferente para pobres e ricos, para desprotegidos e para poderosos.

Por este andar qualquer dia ainda alguém vai dizer que uma vez viu José Sócrates a conduzir bêbado e em excesso de velocidade a passar um sinal vermelho e lá fica tudo à espera que apareça a fotografia do radar, as testemunhas que atestam o crime e, como não podia deixar de ser, um novo adiar do prazo para acusar.

É por isto que começo piamente a acreditar que a culpa desta confusão é de José Sócrates, ele é (ALEGADAMENTE) o único interessado em que o processo não passe da fase de inquérito e como tal vai alimentando o bucho do procurador com novas suspeitas, quem sabe se emprestadas por algum pródigo amigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *