Os prémios dos concursos das chamadas de valor acrescentado são pagos em cartão de crédito bancário

tela-de-teste-de-televisao-sem-sinal-de-ilustracao-vetorial_53-14440[1]As chamadas de valor acrescentado são um grande negócio para os canais de televisão, para a PT, Finanças e para os bancos. Todos ganham. Os canais de televisão e a PT ganham uma percentagem das chamadas, as Finanças ganham o IVA e os bancos ganham uma taxa por cada transação que o vencedor efectua com o cartão de crédito que ganha.

Todos os dias os espectadores dos canais genéricos de televisão são aliciados para ligarem para os números que passam constantemente em rodapé e se habilitarem a determinada quantia.

“Ligue o 760……. e fique imediatamente habilitado a ganhar x”.

Há programas cuja existência se deve apenas ao concurso, onde os apresentadores conseguem estar quarenta e cinco minutos a falar de nada, a aliciarem constantemente quem os está a ver.

Os mais incautos são os idosos, que caiem neste embuste e gastam mais do que podem não tendo meios de pagar a conta telefónica quando a recebem.

Os apresentadores, bons profissionais, colaboram nesta burla, pois além de propagandearem o concurso vezes sem conta durante horas, chegam ao ponto de perguntar ao vencedor o que vai fazer com o dinheiro, sabendo perfeitamente que não há dinheiro nenhum em jogo, o que há é um cartão de crédito de um banco que o vencedor é obrigado a aceitar e a assinar um documento emitido pelo banco como recebeu aquele valor, que na realidade não recebeu e se não assinar não recebe. Assinando, recebe um cartão de crédito no valor do prémio anunciado que só lhe permite pagar despesas durante um determinado período de tempo, pagando uma taxa elevada por cada despesa paga. Se o prazo expirar perde o saldo que lhe restar.

No regulamento dos prémios é mencionado que os valores são pagos em cartão de crédito, então porque é que a publicidade do concurso não só omite esta forma de pagamento como engana os correntes levando-os acreditar que o prémio é pago em dinheiro?

Onde estão as entidades reguladoras e fiscalizadoras que pactuam na venda de gato por lebre?

11 comentários a “Os prémios dos concursos das chamadas de valor acrescentado são pagos em cartão de crédito bancário”

  1. João diz:

    Só fico admirado com o silêncio da DECO que está sempre disposta defender os consumidores e ainda não disse nada sobre isto! Não pergunto pelas entidades fiscalizadoras porque essas, já se sabe que comem no mesmo prato…..

  2. Alfredo Gomes diz:

    E quem se acredita nisso? Ora, ora…

  3. GONÇALVES diz:

    Já não posso com este tipo de: – TELEFONE, TELEFONE, uma, duas, três ou quatro vezes! E é desta maneira que
    os mais carenciados sustentam esta camada de parasitas muitos deles, “pivots de televisão” a ganharem balúrdios
    de dinheiro, à conta destes falsos concursos. Claro que quem telefona para lá são os mais idosos e necessitados.
    É tempo de estes desempregados e pessoas de idade abrirem os olhos.

  4. tikes06 diz:

    mas ainda perdem tempo a ver essas coisas? isso ja se sabe q é uma burla daquelas.. vão para uma terriola lá pós confins do caraças.. levam n sei quantos “artistas” experts em playback.. mas isso dá-lhes dinheiro.. é disso que a televisão vive.. não chega a dupla tributação que a televisão está sujeita? não chega a carrada de publicidade que temos que gramar em intervalos que nc mais acaba? é que verdade seja dita.. mal tenho tempo para ver televisão e cada vez vejo menos.. mas passa-se semanas para n dizer meses.. q não vejo os 4 canais generalistas..

    • maria irenesantos camoesas diz:

      amigo, eu faço meus os vossos comentáios, sou uma revoltada, digo a várias pessoas q. estes concursos são burlas, consentidas pelas autoridades incomprtentes, mas não se acreditam, pois os argumentos da banha da cobra são tentadores para os idosos, analfabetos e outras, .REPAREM NA D. IVA DOMINGUES e D. NUNO EIRÓ, MERECEM MEDALHA DE LATA,tantas mentiras a respeito dos milhares de euros. deixei de ver esses programas, ficava mal disposta. todos juntos vamos lutar para travar, acabar com esta prejudicial ipidemia…SÃO ROSAS SENHORES SÃO ROSAS…ONDE É Q. OUVI ISTO MIL VEZES, DURANTE A SEMANA. ABRAÇOS.

  5. duarte sousa diz:

    É nojento. Os apresentadores são os novos pedintes de Portugal.
    É vê-los, telefone, telefone ligue já, quanto mais ligar, mais pode ganhar e é só 60 cent. mais iva, mais iva, mais iva
    aproveite já, são mil euros (duzentos contos), vão resolver a sua vida, portanto corra para o telefone, e ligue, ligue, são só 60 cent. mais iva, mais iva, mais iva.
    ESTOU FARTO

  6. Mario diz:

    @Ricardo: Não acredito que isso seja assim tão simples de resolver com esse truque!
    De qq forma, isto é um embuste e o mais grave é que é suposto apenas a Santa casa ter direitos sobre jogos de sorte neste país.
    Se eu quiser organizar uma coisa idêntica, e se conseguir atingir uma visibilidade boa, provavelmente sou processado, mas aqui houve certamente luvas, ou algo do género.
    É assim… faz quem pode… o povinho que se F*da.

  7. Clemente diz:

    Por aqui se pode concluir que tudo isto é um negócio para dar dinheiro a ganhar a alguém, canais de televisão, PT, finanças, bancos e outros que ainda não se sabe quem são e deixa a nu a falta de criatividade que os responsáveis dos canais de televisão têm para convencer as pessoas, o público em geral, de que vale a pena estar horas em frente ao televisor a ver aquele programa. É triste, mas é verdade!!

  8. Carlos diz:

    Não é isso que está em causa Ricardo, o que está em causa é as televisões dizerem que o concorrente ganhou por exemplo 10 000 euros e depois receber batatas no valores de 10 000 euros ou um cartão de crédito com 10 000 euros lá dentro para gastar num determinado tempo. Não é a mesma coisa, é enganar as pessoas, não está certo.

  9. Ricardo diz:

    Muito fácil obter o prémio em dinheiro “vivo”. Basta fazer uma compra de valor aproximado ao valor total do prémio. No dia a seguir leva se lá o produto e dizemos que não estamos satisfeitos e queremos o dinheiro de volta! atenção ás lojas que fazem as devoluções pelo mesmo meio que o pagamento é feito, como por exemplo a Media Market

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *