Parasitismo

#Marielle,presente!
São criminosos juntos
na mesma cama
sedentos de sangue
alimentando-se de carnes
de quem não se pode defender
fedem de podridão
tu Estado criminoso

que me dizes representar
com o meu voto te vestes
para onde tens a tua arma a apontar?
para mim!
sim?
pois então
não te vou dar mais poder
não
porque em ti se manifesta
a origem da violência
penso que pensas
que vou continuar mudo
cego e surdo?
então pensa melhor
o preto teu filho que queres matar
a preta que te varre a casa e faz a comida
e que a viver na miséria obrigas
a cabeça a quem apontas a morte
por condenação
pelos teus instintos
vindos da ganância
com a tua bala
paga pelo nosso dinheiro
e a nossa ignorância
somos os mesmos que hoje se vão levantar
para te derrubar
sou eu,
somos todos os que te têm permitido
roubar
e viver em castelos de notas
fica sabendo
seremos as sementes
que não poderás mais matar
que vão reclamar
o direito de viver
podes até acabar com uma combatente da liberdade
mas não poderás nunca
matar a liberdade
nem os combatentes que calçarem as suas botas

Os criminosos juntos na mesma cama, nesta orgia assassina, mataram mais uma semente.

Marielle presente!

Por todas e todos os activistas dos direitos humanos.

“pensavam que nos podiam enterrar,mas não sabiam que éramos sementes”, provérbio sul-americano.

Anabela Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *