Podemos decidir ser felizes ?

Já há alguns anos escolas alemãs oferecem aos seus alunos aulas de felicidade.

Um passo gigante para a compreensão do homem na sua totalidade,num complexo de emoções e sentimentos.

Os alunos podem exprimir livremente os seus pontos fracos ,como gerir emoções e tentar compreender como se pode melhorar.

Desde o nascimento da filosofia na Antiguidade,a felicidade foi um tema estudado pelos filósofos,se bem que o conceito  na altura pouca tenha a ver com o de hoje.

Vivemos tempos de consumismo,de sensações fortes ,com pouca capacidade de resistência à frustração.

Se para os estóicos só aceitando o mundo com as suas imperfeições se pode aceder a uma vida mais feliz ,para Kant ignoramos o que nos faz verdadeiramente felizes …

Para Kant o ideal será não pensar muito,e agir no nosso comportamento e deveres morais .

Já Freud sugere que é mais fácil decidirmos ser infelizes …como que um masoquismo moral,fruto duma culpabilidade inconsciente que nos motiva à autopunição.

Somos seres muito complexos ,com muitos séculos de gerações que se debateram com múltiplos problemas ,a começar pelo da sobrevivência.

Temos uma carga de milhares de ancestrais ,uma carga pesada.

Hoje a minha homenagem vai para todos os psicólogos que tentam aliviar essa carga, que nos tranquilizam e melhoram e nos ajudam a ser mais felizes …

Obrigada

Gilda Isabel

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *