Problema de física quântica dos mensageiros que salvam a humanidade

O meu namorado pagou um detective privado e recebeu a minha troca de mensagens sexuais e fotos íntimas que troquei com amantes. Consegui convencê-lo de que quem as entregou foi o responsável, porque cometeu a ilegalidade de o fazer às escondidas consequentemente de as expôr. Fizemos as pazes e denegrimos juntos o mensageiro. Vamos casar. 

Este é o problema sujo que não precisa de física quântica para ser entendido e devo dizer que me custa muito entender a quântica desta física como de outras matérias. Mas esta parece-me simples. Recapitulando:

-No Iraque foram mortos adultos e crianças num ataque norte-americano calculado. Manning descobriu provas de tortura nas prisões iraquianas por parte de soldados. O soldado entregou as provas a Assange que num site gratuito coloca à disposição do público todas as provas de corrupção (“wrong doing”) e abuso de poder por parte dos infractores (governo). Ambos estão presos e arriscam a vida. Ainda há milhões que vêem o percebem o problema de física quântica.

Snowden funcionário da agência NSA apresentou provas da vigilância, corrupção do Big Brother (e wrong-doing). Está exilado e sob ele pende ordem de prisão. Ou da sua vida. Ainda há uns milhões que não percebem o problema de física quântica.

Rui Pinto descobriu provas de corrupção no futebol (mesmo que tenha sido pago para piratear). Está preso e ameaçado.

Greenwald – jornalista premiado – recebeu provas de que o actual Ministro da Justiça e ex-juíz Moro é corrupto, mentiroso, agiu com má-fé na prisão de Lula da Silva para o impedir de concorrer e mais do que certo, ganhar as eleições presidenciais. Expôs as provas. Greenwald começa a ser acusado de conspirador, mau da fita tendo recebido ameaças de morte. Ainda há uns milhões no Brasil que não percebem o problema de física quântica. Amanhã o Supremo Tribunal no Brasil decide se as provas que o Intercept/ Gleen Greenwald obteve são suficientes para retirar Lula da Silva da prisão e Moro ser finalmente visto como o ser vendido que já mostrou ser. Esperemos.

Nos livros de crimes e espionagem quem sabe demais arrisca-se a ser morto. Quem denuncia e expõe também. Já aconteceu a tantos. 

Não cheguei a conhecer Jesus Cristo mas conta-se que também ele denunciou os vendilhões do templo e apontou o dedo aos romanos. Sabia demais e coscuvilhava onde não era chamado, dizem. Quis dar a vida por nós, contam. Sendo ele puro, aborreceu-se com tamanha falta de vergonha dos filhos do seu pai. Denunciou toda a gente e preferiu sacrificar-se que viver entre os ímpios, contam. Isto para vos dizer que no fim ele – por ser quem era –  conseguiu ressuscitar, dizem. 

Duvido que qualquer um destes seres humanos na história contemporânea que se ofereceram em sacrifício – e estão sujeitos a verdadeira tortura por não poderem ser livres sejam capazes desse milagre. 

Nós pactuamos com o mundo que temos hoje. Deixamos que gente sem escrúpulos ou ética governe. Estes homens e mulheres que se oferecem em sacrifício são os nossos verdadeiros heróis. Os únicos que merecem ter a nossa total confiança. Os que os prendem, os que os proíbem de dizer a verdade e os mantêm presos – sob tortura ou ameaças – são os judas que já não usam túnicas de linho, mas fatos de griffe, botões de punho e gravatas de seda. 

Como um hábito recorrente, gosto de lhes prestar homenagem pelos sacrifícios feitos em meu nome, tirando-lhes algum peso da cruz que carregam às costas. Que um dia a justiça penda para o seu prato é o que me esforço para ver. Se possível antes que o degelo aconteça.

Anabela Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *