Sobre ápes de hoje e de amanhã

Neste mundo de uébesumites onde o trabalho de hoje será uma ” app” amanhã (não fui eu que inventei mas gostava), onde pululam pulgas voluntárias – só porque poderão eles mesmo virar uma app amanhã – o mundo está dividido entre trolls – pessoas deliberadamente ofensivas e provocadoras – treinadas pela equipa do Bannon e colocadas em lugares-chave (até nos faz ter saudades do George Bush e outros asnos) que encontraram uma nova via da direita, darwiniana a servir o capitalismo, como sendo a força do mais burro ao serviço do mais esperto, e, os Quasi-modos da esquerda, estes perdidos na floresta, vestidos de capuchinho vermelho a visitar o lobo que está mascarado de avó a quem dão beijinhos. Neste reality-show/manicómio a desfilar apenas uns sabem bem o que fazem. O resto das pulgas – eu incluída – assistem incrédulas nos camarotes da avenida Marquês de Sapucaí (a quem a literatura e a política deve muito) ao maior show da terra, como o Carnaval foi denominado. No fundo da arqui-bancada há umas pulgas saltitantes que gritam:vão-se foder todos! sabemos há muito que enquanto a barriga estiver vazia a cultura não aquecerá o prato nas micro-ondas dos nossos pensamentos e por consequência os trolls ganharão aos quais-modos.

Tive um sonho, vi uma uébesummit à beira-Tejo onde todos os líderes (trolls) do mundo reunidos com um planeta nas mãos. Estavam também sentados na roda os cientistas,os físicos e os melhores quasi-modos. Discutiam o futuro. Um quasi-modo sacou de uma setarteápe e carregou nuns botões. Foi logo direccionado para salvar o mundo antes dos próximos doze anos (o tempo dado pela ónu). Num instante desapareceram trolls e quasimodos. O planeta ficou finalmente seguro.

PS- Mais armas para todos os trolls, quasimodos e pulgas. Matemos-nos uns aos outros. Ganha a indústria do armamento e será mais fácil e barato para os trolls ganharem os jogos terrestres.

Anabela Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *