Os milandos da injustiça

Este é um choro chorado, fatigado, vindo da muxima. Se não houvesse sinais, marcas, provas factuais, livros, narrativas, processos judiciais, testemunhas vivas, eu aceitava. Mas há. Não sou racista. Até tenho amigos brancos. E sangue. Não sou racista. Até tenho amigos pretos. E sangue. E tu és muito diferente? Falamos então a mesma linguagem. A…

Placebo em tempos farpados

Capitalismo sem regras e Civilização não coexistem na mesma frase. Se o primeiro é sinónimo da segunda então a segunda não é uma boa forma de vida para a humanidade. O primeiro é o comboio que transporta a segunda para os portões abertos do lugar sem saída. A segunda que lá vai dentro, pensa estar…

Postal de Abril

Retrato de Agostinho Pacheco roubado por aí. Um escrito com um ano, revisto, rescrito e dedicado a quem é das artes e hoje tem ameaçada a sua liberdade de viver. Os que têm saudades do dia 24.04.1974 são os cães que ladram para defender os donos, mas dormem fora de casa. Ou são os donos.…

Covida 2020

Nestes tempos de difícil compreensão quando um nano ser vivo, mortífero e invísivel, a fazer a sua missão, que tomou de assalto as nossas vidas, as aprisiona e as deixa conscientes do sistema que criámos, venho deixar uma palavra de esperança.  Há amanhã. Vamos sair deste buraco ligados por laços mais fortes. Vamos aprender lições…

Violência…De novo

Escrevi o texto abaixo há um ano, quando aconteceu o caso no bairro Jamaica. Reponho. Antes que se inicie o processo evolutivo de nos comermos uns aos outros. Parece que na selva andam cidadãos que são obrigados a defender-se à violência, mordendo (e ainda são portadores de doenças caninas). Por prevenção, a polícia actua com…