O trabalho mata

Teremos consciência que o trabalho como está hoje organizado nos mata? Nos meus sonhos de trabalho, nunca trabalho. Não gosto e isso reflecte-se no meu sonho. Na vida real trabalho. Para dar muito dinheiro a uma grande corporação. Eu recebo a infinitésima parte do lucro bruto. Eu tenho o desgaste, a dor, os pânicos, o…

Carta aberta ao Facebook- rede por onde se distribui este site de notícias

Querido Marco, obrigada por teres criado esta parede – na caverna onde vivemos – como distracção, forma de entretenimento, contacto de maior proximidade (discutível), de troca de informação e ideias entre os da espécie.  Foi inteligente perceberes a psicologia, este nível de ligações a que estamos sujeitos na nossa génese. Feitos seres sociais, interligados, interrelacionados…

Queres tomar uma chávena de bondade comigo?

Vejo o mundo com olhos diferentes. Mais entendidos. Menos dolorosos. Mais alargados. Mais lacrimosos. Menos escondidos. O meu olhar metastizou-se pela corrente sanguínea. Carregou um código-postal que o encaminhou directamente às emoções que alimentam o meu coração. Sou culpada de todos os crimes de que sou acusada. Estou inocente do crime que carregou até à…

Notre-Dame, um culto da Humanidade

Entre trevas, fogo e renascimento – Notre Dame é uma Catedral Templária, tendo sido desde o início das suas diversas fases de construção, restauração, incorporação de estilos e remodelação, um templo de culto ao Sagrado Feminino – Ísis, senhora da fertilidade e da energia Universal até à Virgem Maria. Duzentos anos demorou a sua construção,…

Uma peça que (quase) parece verdadeira

Senhor primeiro ministro, disse como prova da política que lançou o seu governo (pós política de austeridade ou melhor dizendo pós agenda “vamos-atirar-esta-gente-que-está-a-mais-ao-mar-e-dizemos-que-as-empurrarem”), que o número do desemprego em Portugal baixou para 6,2%.  Acho que está a ser muito modesto. A sua peça quase parece verdadeira. Se calhar ainda tem menos desempregados. Mesmo sem lupa…

A nu e a cru

Quando morrem sempre os mesmos. Dói.  Os problemas do primeiro mundo, desenvolvido, industrializado, das grandes corporações -estas últimas que provocam as alterações climatéricas – são uma gota de água na devastação provocada pelo ciclone que atravessou Moçambique, Zimbabwe e Malawi. São milhares que perderam a vida e milhares que ficaram sem nada, milhares sujeitos à…

Mesmo Frida jamais me Khalo

Celebro o dia da mulher no dia que eu quiser. Ter uma vagina é há séculos sinónimo de viver acima das possibilidades.  Quem tem pénis afinal decide e julga quem podemos ser, o que queremos e podemos fazer, o que devemos escolher, quanto devemos ganhar ou se somos capazes de fazer trabalhos muito complicados. No…