A nu e a cru

Quando morrem sempre os mesmos. Dói.  Os problemas do primeiro mundo, desenvolvido, industrializado, das grandes corporações -estas últimas que provocam as alterações climatéricas – são uma gota de água na devastação provocada pelo ciclone que atravessou Moçambique, Zimbabwe e Malawi. São milhares que perderam a vida e milhares que ficaram sem nada, milhares sujeitos à…

Nessun dorma

Vivemos para morrer. Talvez seja esse o fim do começo de tudo. Enquanto vivemos é na expressão da linguagem que mostramos quem somos. Talvez este seja o objectivo do começo e do fim da vida. Do nosso potencial como consciência. Como humanos.  Hoje quero escrever sobre dois assuntos, censura e mulheres.  Somos vigiados pela rede…

Fios Vermelhos

Treze (13) mulheres assassinadas este ano. Crime: violência doméstica. Os seus companheiros mataram-nas. Porquê? Ou eram deles ou de mais ninguém. Ou obedeciam às suas leis ou morriam.  Eram os seus objectos não transaccionáveis a não ser para uso a belo prazer dos próprios. Más leis, fracas leis, leis injustas para com as agredidas e…

“Não matarás”

Um dos dez julgamentos inúteis e hipócritas que a religião inventou. Nenhum Deus (macho do Oriente médio) iria perder o seu tempo a aparecer a uma plateia de um único homem – não havia redes sociais – para impingir um conjunto de normas que nunca iriam ser cumpridas. Os mandamentos são como este meu postal.…

CR7 violou ou não?

“Usei as mãos para me proteger. Gritei  NO NO NO NO NO NOOOO continuamente e implorar que parasses”. No final, depois de 5/7 minutos de penetração anal, Ronaldo disse-lhe que “99% das vezes ele é boa pessoa mas que não sabia o que tinha acontecido ao 1% em falta”. Este é parte do relato na carta…