A “preguiça” dos trabalhadores portugueses

Subitamente, eis que os ambientes empresariais portugueses se agitam para, com base e sob o pretexto de duas notícias recentemente publicadas, voltar a tentar apresentar os trabalhadores portugueses como gente preguiçosa e até manhosa. A primeira dessas notícias reporta-se a uma decisão, ainda não definitiva, dos tribunais laborais espanhóis, que terá dado razão à posição…

Um mundo cruel: Seguradoras e sinistrados do trabalho

Não obstante as declarações oficiais em sentido contrário, as “Estratégias Nacionais”[1] e os “Planos de Actividades de Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho”[2] pomposamente aprovados uns atrás dos outros, a verdade nua e crua é que o panorama dos acidentes de trabalho e das doenças profissionais em Portugal permanece sendo grave e até estarrecedor. Com efeito,…

Justiça – Até quando abusareis vós da nossa paciência?

Nestas últimas semanas fomos confrontados, em matéria de Justiça, com três situações tão importantes quanto particularmente reveladoras do real e muito grave estado de coisas em que nos encontramos: Primeira – Um caso de violência doméstica O Tribunal da Relação de Lisboa[1] revogou recentemente uma inefável sentença do juiz do Tribunal da Horta–Faial, António Calado, que absolvera um…

A guarda alternada e a (des)igualdade parental: história de uma falácia convertida em lei

Na semana passada, o Parlamento português praticou mais duas indecorosas façanhas contra inúmeras pessoas das mais vulneráveis da nossa sociedade. Primeiro, na quinta-feira 12/12 e com o decisivo voto contra do PS, chumbou sucessivamente quer os projectos de lei (apresentados pelo BE e pelo PAN) que previam o reconhecimento do estatuto de vítima às crianças…

O império do medo

O regime fascista, como todos os regimes ditatoriais, não só utilizava a repressão directa e brutal como impunha igualmente a cultura do medo e também a da mentira. Assim, não só vigiava, perseguia, encarcerava, torturava e até assassinava os seus opositores, como procurava incutir a tudo e a todos o medo. O medo de não…