Vamos falar de sexo?

Hoje é dia de 69 

em homenagem ao dia 6 do mês 9 – dia do sexo

Um orgasmo por dia nem sabes o bem que te fazia. 

Se temos dias para tudo porque não de um dos assuntos que mais mexe connosco, ou seja, com a intimidade humana? 

Poetas mexem nele com palavras bucólicas ou orgásmicas, desculpem épicas, intelectuais por ele especulam em enormes tratados, filósofos por ele se deitam a pensá-lo, médicos e cientistas abrem-se de pernas e canetas aos seus estudos-no, estupores sub-humanos abusam-se dele, obsessivos objectificam-no, precoces ejaculam-no, disfuncionais não o conseguem erguer, ainda a uns a sua falta causa histeria e a outros a sua penetração provoca até dor, na literatura deixou imaginações perdidas, canções acharam-se num orgasmo, chega a confeccionar refeições de escaldar o palato. 

Enfim, o sexo oferece-nos um manancial de motivos que nos torna mais ricos, quando conseguirmos uma relação de simbiose com ele, como aquela que é o que deve ser. 

Um elemento da vida no qual nos devemos perder, num orgasmo sem pudor nem favor, tântrico, rotineiro, rapidinho, missionário, virtual, seguro, monótono, cansado e tal, não interessando qual o sexo que mais te gosta, desde que seja por prazer consensual. 

Então, agora que já sabes do dia, abraça o sexo, vai por aí de sexo em riste, defendê-lo, praticá-lo, usá-lo pela tua saúde e pelo amor do dito.

Anabela Ferreira

(Pintura de Egon Schiele)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *