Carta de agradecimento ao primeiro ministro de Portugal (por Jacinto Furtado)

passos coelho mentiraExmo. Sr.
Primeiro Ministro de Portugal

Caro Dr. Pedro Passos Coelho,

Jamais pensei que um dia lhe endereçaria uma carta de agradecimento pelo seu trabalho enquanto primeiro ministro deste jardim plantado junto ao mar. Por uma questão de justiça não posso nem devo adiar mais esta carta e o público agradecimento.Bem sei que tem tido ajudas, lá chegaremos, mas o mérito que é seu não lhe pode ser negado.

Em 2011 Portugal tinha uma insustentável divida publica de 98% do PIB, graças à sua visão, competência e mão firme estamos a terminar 2014 com uma perfeitamente aceitável, sustentável e legitima divida na casa dos 135% do PIB. Isto é bom não é? Quanto maior o número melhor!

Obrigado Dr. Passos Coelho!

Tínhamos empresas rentáveis, por exemplo os CTT e a EDP, que o sr. fez o favor de vender a interesses estrangeiros. Muito bom, excelentes exemplos daquilo que é a eficiente e competente gestão da coisa pública. Não queremos cá empresas públicas a dar lucros, isso até parece mal.

É certo que também nos livrou de algumas que davam prejuízo, por exemplo o BPN e os Estaleiros de Viana. Foi através de uma espécie de leilão ao contrario recorrendo não ao tradicional “quem dá mais” mas a um inovador “quem dá menos”. Recolheu para os cofres públicos uma espécie de pocket money, ficando os felizes compradores com o lombo e os portugueses com os ossos, o mesmo será dizer eles ficaram com os activos e nós com os passivos. Brilhante uma vez mais!

Obrigado Dr. Passos Coelho!

Quando chegou ao poder disse que ia cortar as gorduras do Estado. Não cortou as prometidas gorduras, fez muito bem. Já diziam ao meus saudosos Avós, do alto da sua sabedoria popular, gordura é formosura e sinal de saúde. Creio que ninguém está interessado num Estado pouco formoso e com ar adoentado.

Há cerca de duas décadas trabalhei numa empresa que tinha no seu board um Holandês que dizia “Portugal é uma País fantástico, só é pena ter portugueses!”. Também neste caso, caro Dr. Passos Coelho, conseguiu ser exemplar, contribuiu para a realização do sonho deste Holandês tendo, simultaneamente, conseguido igualar-se ao Estado Novo. Nessa época os Portugueses fugiam da ditadura e da fome, actualmente fogem da fome e da sua democracia.

Obrigado Dr. Passos Coelho!

Tivemos ao longo destes três anos, utilizando as palavras do seu ex-ministro de estado um brutal aumento de impostos que se traduziu em maiores dificuldades, em mais desemprego e, porque não dizê-lo em mais fome. Mas, o que é que isso importa, como dizia o outro “eles aguentam, ai aguentam aguentam”.

É certo que o tal brutal aumento de impostos não teve efeito prático na redução da divida pública, não criou emprego, não relançou a economia, nem podia. Também não se traduziu na redução do défice do estado, aliás em relação a isto o sr. nunca conseguiu cumprir um, ultrapassou sempre o previsto. Mas, o que é que isto importa? Não tem importância nenhuma!

Por referir o desemprego, tenho de lhe agradecer a estratégia, muito engenhosa, de colocar os desempregados a fazer umas acções de formação. Desta forma consegue baixar artificialmente o números do desemprego, criando a ilusão de que estamos no caminho certo. Muito bem, bem pensado, não deixe que a verdade destrua uma bonita ilusão. O que seria de nós sem sonhos e sem ilusões?

Obrigado Dr. Passos Coelho!

Todo este seu esforço e dedicação tem causado problemas na sua saúde, isso é lamentável. Começam-se a notar algumas falhas de memória e isso é preocupante. Estou certo que noutros tempos não se esquecia dum período da sua vida, quando era deputado em exclusividade, periodo em que, alegadamente, uma empresa lhe pagou o dobro do vencimento que recebia como deputado.

Se pagou ou não isso não é importante. O que é importante é a sua saúde, não é normal um esquecimento desses, não se lembra se recebeu, mas também não se lembra de não ter recebido. Também não tem importância nenhuma a investigação ter estado na gaveta e só agora que o eventual crime já prescreveu ter vindo a lume. Isso não importa nada, o que importa é a sua saúde!

Tenho também que lhe agradecer o facto de ter acabado com essa coisa sem piada nenhuma a que chamavam responsabilidade política. Noutros tempos caía uma ponte e o ministro caía com ela, o ministro não tinha culpa nenhuma mas com essa mania da tal responsabilidade política ele demitia-se. Actualmente, não cai uma ponte, cai toda a estrutura da justiça mas a ministra não cai, pede desculpa pelo transtorno com um ar majestático. Assim mesmo é que é! Poucas confiancas que esta malta não merece confiança, nem respeito quanto mais confiança.

Mais recentemente um ministro, todas as tendencias de forma transversal até reconheciam que era um bom ministro, resolveu colocar os dois dedos indicadores na sua própria testa e demitiu-se, ou foi demitido. Actualmente o sr. tem um ministro da educação que não coloca os dedos na testa mas que de forma prática toureia alunos e professores mas que se mantém, não se demite, pede desculpa.

Esta nova modalidade de pedir desculpa em vez de assumirem a responsabilidade política dos disparates é muito melhor, quanto mais não seja porque evita a maçada de obrigarmos o aposentado de Belém ir ao Palácio da Ajuda dar posse a novos ministros e mais uns quantos secretários de estado.

Obrigado Dr. Passos Coelho!

Como referi no inicio desta carta de agradecimento é verdade que o sr. teve ajudas. Desde o inicio teve a enorme ajuda de ter, como líder do maior partido da oposição, uma figura que quando lhe perguntavam quando é que ia começar a fazer oposição respondia com outra pergunta, perguntava sempre “qual é a pressa?”.

Interessante esta semelhança, este não tinha pressa em começar a fazer o trabalho que lhe competia, o sr. dizia que não tinha “pressa de chegar ao pote”. Confesso que nunca entendi, talvez não queira entender, esta sua expressão.

O facto é que o suposto líder da oposição o ajudou. embora não o tenha assumido, foi amigo, duvido que o homem assuma alguma coisa, parece que a vocação dele é plantar cravos em vasos. Os amigos são para as ocasiões, por isso acho que no próximo dia 28 de Setembro deve ir votar no amigo, não custa nada, é um gesto simpático da sua parte. Simpático e útil para o futuro.

Outra ajuda importante foi dada pela comunicação social que se esqueceu da sua missão assobiando para o lado quando tinha a obrigação de fazer algumas perguntas directas. Por exemplo, uma sobre a falta de memória de quem não se lembra se andou a receber ou não por fora o dobro da verba que tinha como vencimento legitimo e declarado.

Em conclusão caro Dr. Pedro Passos Coelho obrigado por ao longo destes três anos nos ter conduzido a um País em franco crescimento.

Temos mais divida, temos mais despesa, temos mais desemprego, temos mais emigrantes, temos mais impostos, temos mais fome. Sinais francamente positivos.

Mais é bom!

Não se deixe intimidar pelos que desvalorizam a bondade dos números crescentes, os que de forma completamente criminosa tentam ofuscar com os números negativos.

Temos menos escola, temos menos justica, temos menos saúde, temos menos apoios sociais mas isso, não importa nada. O que importa são os números positivos e crescentes já aqui demonstrados.

Termino reafirmando e reforçando o agradecimento. Obrigado Dr. Passos Coelho, obrigado sr. primeiro ministro de Portugal pelo legado de miséria crescente que nos vai deixar em herança.

Obrigado Dr. Pedro Passos Coelho!

82 comentários a “Carta de agradecimento ao primeiro ministro de Portugal (por Jacinto Furtado)”

  1. Jose Dias diz:

    Meus Amigos. Ser Portugues.
    cera que ainda não reparou em si próprio e nos que o rodeiam não reparou nas semelhanças nos hábitos , nas praticas que temos uns com os outros desde que nascemos e nos logo incutido o ensino da esperteza de nos safarmos o melhor que podermos ensina-nos os nossos progenitores a mentir a iludir a pedir em suma a ser mais esperto e reguila que os que nos rodeiam e esta a sociedade em que eu cresci e’ assim nas pobres e nas classes ricas temos todos o mesma ( GEN ) Se poder-mos somos todos SOCRATES .sem exceção . Ainda que digam um milhão de vezes que não e verdade . Eu também não fujo a regra .Ouve alguém que escreveu que em todo ser humano tem dentro de si um instinto criminoso. Mas os Portugueses refinaram ate a perfeição esse instinto. no que toca a roubar …UM BOM ANO.

  2. João Nunes diz:

    Gostei da carta, que só tive oportunidade de ler hoje.
    No entanto, continuo sem perceber este facciosismo que existe em Portugal em relação a estes pseudo partidos políticos.

    Serão eles os maiores culpados? Ou seremos nós, como já vi escrito em alguns comentários?
    Infelizmente penso que a nossa situação seja bem mais grave que a troca de poleiros, do tacho de A ou B. Tudo isto é um jogo, de proporções gigantescas.. e nós somos os peões, as formigas que andam lá por baixo, prontas a serem espezinhadas.

    Se os políticos de cá me revoltam, estes, nem tenho palavras para os descrever:
    https://www.youtube.com/watch?v=UwFolpgpksU&feature=share

    Atenção minha gente, tudo roda à volta de dinheiro, muito dinheiro! E nós aqui a discutir se este ou aquele é melhor….

    TEMOS QUE ABRIR A PESTANA

  3. João Ferreira diz:

    Sim senhor, gostei da semântica, e da ficção, perdão destroção. Mas esquecendo as mentiras, verdades ou inverdades, ou melhor, não colocando isso em questão, mas sim pelo contrario, acreditando que fosse uma descrição assertiva, adoraria imenso que o autor desta obra, lhe desse um corpo sustentável de valor acrescido e real, colocando como faria ele se fosse governo, e como é óbvio sustentado com factos, provas e resultados reais sobre os espectáveis efeitos, fugindo de todo à demagogia e à alucinação.
    Agradecia, porque assim o convidaria a fazer um partido para salvar esta nação endividada, ou seja, a contribuir com o serviço publico e contaria comigo garantidamente.
    Mas se não o fizer… pois não tenho muita vontade de rir, pois sinto me triste de ver a nossa nação endividada e sem ALTERNATIVA para mudar-mos isto.

    • Monteiro diz:

      Há uma alternativa, mas considerada populista e perigosa pela partidocracia, que é a democracia directa,mas tal e qual a transição de um regime totalitário para uma democracia nunca é fácil como temos visto,também o parto será difícil neste caso. Por exemplo acham os norte coreanos preparados para a democracia, ou houve algum caso de sucesso de uma imposta há força pelos EUA? Uma democracia verdadeiramente directa também levaria o seu tempo, será a forma mais complexa de governar, mas na minha opinião a mais primorosa. Por isso também exige um tempo de transição e preparação, mais ou menos longo, por ex. os suecos estarão bem mais preparados que os portugueses. Se isso um dia acontecer, espero que sim, estarão então criadas as condições para preparar a substituição do sistema monetário. Apesar de tudo a tecnologia evolui, e será uma mais valia para o resultado e sucesso desse novo paradigma, ao contrário de hoje e com actual sistema, presumivelmente irá criar graves problemas económicos e sociais. Compreendo perfeitamente que não é fácil esta teoria, e acho até normal dado a alienação aparente do cidadão para a política como se vê na abstenção, mas é na verdade uma falsa questão, simplesmente ninguém já acredita neste regime, e os que votam, votam porque têm memória e sabem que mesmo assim é o melhor regime até hoje,agora tenho pena que o povo que teve o engenho e a coragem de descobrir o mundo ao mundo (pelo menos uma grande parte como sabemos) esteja hoje sem esperança e de braços caídos, como demonstra um estudo que indica uma perda em Portugal de 20% da população até 2060, quando a média dos 28 países da união cresce 3%

    • Maria diz:

      O caro amigo, em vez de pedir aos outros que se mexam, talvez pudesse dar o primeiro passo se anda assim tão desgostoso. É fácil pedir a quem critica para encontrar ao mesmo tempo a solução. Parece que para se apontar erros só se tivermos soluções. Se não as temos caladinhos, é isso? Para ser sincera, parece-me uma atitude muito pouco democratica.
      Eu não tenho as soluções. Mas ficar calada quando vejo o meu país a definhar e cada vez mais gente a passar mal? Não! Foram 50 anos de caladinhos e virados para a parede. Pensava que tinhamos deixado isso para trás em 1975. Pelos vistos estava enganada…

    • jose david diz:

      nao me parece que por se criticar se tenha as soluçoes magicas na cartola
      o que me parece estranho e que os outros paises europeus nao estao na situaçao que portugal esta deviam de ser escola para nos
      como emigrante fico espantado que nao aprendemos nada com os outros(ou nao interessa) vivendo noutro pais aonde tenho um medico dentro de 24 h sem ir ao hospitalonde as escolas abrem todas no mesmo dia onde a mao de obra e mais cara nao ha tanto desemprego onde nao e morta quase todos os dias uma mulher por violencia domestica onde se vai a uma repartiçao do estado e se e atendido como deve de ser onde os combustiveis e os automoveis sao mais baratos
      que em portugal nao se pagam portagens nas autoestradas as empresas pagam mais impostos que em portugal e sao mais fortes onde nao se ve lixo aos montes na rua e porcaria dos caes por toda a parte etc etc etc
      no entanto os nossos politicos sao dos que mais benesses teem onde a corrupçao e quase livre 8como era bom se a angela merkel pudesse ser ministra em portugal

    • João Claro diz:

      Ó Sr. Ferreira , quem é primeiro ministro é o Passos Coelho! Ele é que tinha de arranjar soluções! Quem não é político só tem de avaliar os resultados dessas soluções , em especial nas urnas, quando é chamado a fazê-lo, sem ter de apresentar soluções ! Esta carta é aquilo a que eu chamaria uma declaração de voto, que tem toda a legitimidade, em minha opinião reflete bem o que tem sido a governação do Sr. Passos Coelho !

    • andre diz:

      Caro, não é preciso perceber de economia, de politica, estar muito informado, para que a maioria dos portugueses se revejam nestas palavras… se não se revê então meus parabéns é um dos poucos portugueses a quem a crise não fez mossa

  4. bujeca diz:

    Apenas uma carta simplória ao Senhor Coelho por tudo de bom que fez para seu umbigo, sua restante camarilha partidária, assim como aqui incluo toda a coligação e outros afins, nomeadamente o Senhor C. S.. Se Deus quiser vai com certeza pagar pelo mal que fez ao País assim cimo a todos os portugueses. Quem erra porque quer e o erro é premeditado, mais tarde ou mais cedo, tem que se sentar, como se diz na gíria, o rabinho no mocho.

  5. jjfm diz:

    A carta do Snr. furtado esta toda ela correta, na minha forma de analisar as coisas.
    Não compreendo grande parte dos comentários negativos que são feitos a este texto.
    Há pessoas que efectivamente tem palas na parte lateral da cabeça, outras que fazem de conta que tem e falam da mesma maneira e outras ainda que o fazem por inconfessados interesses que de certeza não são interesses nem deste país nem deste povo.
    O que diz sobre este Governo é verdade, mas se analisado em pormenor e sem facciosismos é ainda muito pouco.
    Será que o Sócrates terá algo a ver com este assalto e outros anteriores. Não digo que seja um santo, mas mesmo não fazendo tudo certo, (Quem o faz?), e mesmo que tenha havido algum lamber de dedos, creio que não meteram as mãos no pote para levar o mel
    Vamos ver então o que foi o meter as mãos no pote: Dinheiros da CEE pedidos por Mário Soares que depois foram magnificamente aplicados pelo Dr. Cavaco Silva. Banco PSN cujo problema aconteceu no tempo de Sócrates, mas cuja culpa que tem, a meu ver, é não ter mandado prender os culpados, vulgo ladroes, que segundo a comunicação dos jornais eram e parece que são todos ex-ministros ou ex-secret. estado dos governos do Dr. Cavaco. Agora mais o BES (Talvez o Dr. R.Espirito Santo não tenha querido que lhe acontecesse o mesmo que ao Ceo do L.Brother americano, que foi roubado e ainda por cima apanhou 150 anos de prisão – por isso deixou só as cascas), lá temos de pagar mais não sei quanto para se poder depois vender o BES aos patrões do Dr. Moedas e quejandos.
    Juntem-lhe agora mais tudo aquilo que é descrito no artigo do Snr. Furtado, mais aquilo que já tem planeado para vender do pais.. e ..
    ficamos por aqui porque é só uma ponta. Senão temos de ir ver também as compras multimionárias que esta gente, que antes eram uns tesos, tem feito.
    Mas o Sócrates é que tem a culpa disto tudo que granda malandro. Terá de ser condenado.
    Já começou com a Ministra da Educação, e o principio. Se calhar terá de fugir do Pais aproveitando a bolei num desses submarinos modernos comprados pelo Dr. Portas

    • Lomumba diz:

      Gostei particularmente do termo empregue no início deste comentário, sem facciosismos, lol, está boa sim senhor. Viva o meu Benfica.

  6. vitor diniz diz:

    Concordo textualmente com o conteudo da carta dirigida ao parasita do primeiro ministro. Só perde pela forma correcta demais como lhe foi dirigida pois um parasita que não se lembra de nada apenas sabe roubar os portugueses não merece tantas cortesias…Vitor Diniz -Caldas da Rainha

  7. Manuel Lema Santos diz:

    Não sei quem vem a seguir (des)governar este exaurido luso cantinho e verdade seja que começo a preocupar-me pouco com isso! Talvez seja da idade, associada à travessia que já me assenta nos costados. Afinal, as gerações mais novas com grandes responsabilidades no desenrolar dos acontecimentos, parecem não se ralar igualmente.
    Desde o nascimento durante a WWII, no seio de uma família de quatro irmãos, à Guerra do Ultramar com uma comissão na Guiné, passando por uma detenção pela PIDE/DGS (por engano….!) em 10 de Maio de 1962 na Cidade Universitária, à Abrilada e ao 31 de Oitembro, já começo a confundir marcos históricos, tantos são os eventos notáveis e os políticos que lhe têm dado vida.
    Cuidem-se os oportunistas, infiltrados por tudo quanto é máquina do Estado e interesses instalados porque, tal como eu, muitos milhares de portugueses, ainda “se mexem” e têm boa memória. Os MRPP ou de outro qualquer partido político de ontem, abancam agora em mesas redondas, como convidados de honra, bem pagos para isso, ou então são candidatos a uma qualquer coisa que lhes traga visibilidade. Mas nada de confusões, nunca ao serviço do cidadão! A diferença reside nos temas focados e no posicionamento na pole positionpara os lugares a disputar.
    Os cidadãos não riscam, meros números “a trabalhar”, manipulados por uma Comunicação Social que se alimenta de Actualidade, Marketing e Alienação. Os mercados e as audições constroem-se com um público amestrado, satisfazendo-lhe impulsos primários. Assim se ganham, audições, votos e eleições. Com espectáculos de circo, futebol, telenovelas, morangos silvestres ou na praça pública, horas seguidas de mesas redondas despidas de qualquer interesse formativo ou cultural.
    Tias e tios, com pesadas culpas no “sistema instalado” que se pavoneiam numa sociedade de consumo e imediatismo sem respeito pela pessoa individual e cidadania colectiva, Este conceito não existe fora do umbigo de cada um.
    Não é Cavaco Silva que, de forma sonâmbula e cada vez mais anestesiado, permanece há mais tempo no poder? De que outra informação necessitaria um PR digno desse desempenho para reconquistar o respeito e o apoio incondicional de uma Nação transfigurada pela má frequência de gente que a transformam em prostíbulo político?
    Sendo parcial porque apenas refere um político, cumpre-me cumprimentar a qualidade do texto redigido. Vivi o 25 de Abril, nunca gostei do 24 e gosto cada vez menos do que se seguiu ao 26.
    MLS

  8. Maria diz:

    Comentários lindos… mas alguns verdadeiros porque outros defendem o tacho pois pertencem aos que enchem a panela esta sempre é maior leva mais. Todos farinha do mesmo saco .Deviam os de antes e os de agora serem chamados à responsabilidade de todos os feitos (MAUS FEITOS) , mas será que havia comida nas cadeias para tanta gente? É que eles não sabem o que ´e passar refeições em branco SABEM? ANEDOTAS Convidados permanentes pagos pelo povo que se esfarela para os manter.

  9. Carlos Conde diz:

    Por ser verdade o que está escrito no texto da carta tenho que concordar com ele claro.
    Quanto à história do holandês convem frisar que já Eça de Queirós dizia que Portugal era um bom país mas que estava cheio de portugueses e que os portugueses eram o pior povo do mundo mas eram os unícos portugueses que existiam e que tinhamos que ficar com eles.
    Agora o que mais confusão me causa é que nunca vi o nome de quem nos levou a esta situação que se vive em Portugal ser mencionado. Sim porque o Fócrates só chegou onde chegou porque alguem tudo fez para o lá colocar. E quem foi esse iluminado e enorme amigo do maior demagogo e pior governante que o país viu depois do 25A? O cenourinha claro. Demitir um primeiro ministro ao fim de 3 meses, sendo 2 desses 3 meses férias de verão onde apenas se asseguram as funções vitais do estado. E quando Santana Lopes se preparava para encetar a governação a sério é demitido sabendo-se que ia haver troca do partido da governação.
    Já que também se fala do BPN convém não esquecer o que causou o afundamento do banco. Havia cerca de 600M€ depositados pela SS no BPN. Esse dinheiro foi levantado escassos dias antes de vencer uma tranche de 500M€ de um empréstimo devido pelo BPN. A retirada estratégica desse dinheiro era sabido que levaria à falencia do banco como aconteceu. O supervisor estava a fazer o seu trabalho, ao contrário do que muitas vezes foi dito, mas de maneira mafiosa e sabendo que ia ser enviado para o BCE para escapar das criticas e responsabilidades pois era um cargo de prestigio para o país e não se poderia desprestigiar alguem com um cargo desses.
    Resumindo, o polvo mafioso do PS tudo fez ao seu mais alto nivel para destruir o país sabendo bem o que fazia com o objectivo de “matar” definitivamente o seu principal rival politico.
    Já agora, lembram-se do que aconteceu ao socialista que teve a coragem de apresentar o pacto para a transparencia e anti-corrupção? Teve o projecto reprovado pela sua bancada e foi completamente afastado da vida politica. Dá que pensar não dá?
    Quanto ao principal visado na carta, não fez o melhor dos trabalhos até à data de facto, mas gostaria de desafiar todos a fazer o desafio mental de imaginar o que teria feito um governo socialista nas mesmas circunstancias. Provavelmente teriamos um déficit a rondar os 200% do PIB e não os 136% actuais…

  10. Pedro diz:

    Sabem qual é o vosso problema?
    Uns não estão habituados a trabalhar e sempre viveram acima das possibilidades…
    Outros acham que o ESTADO têm de financiar tudo e todos… demagogia pura…
    Outros são subsidiodependentes… desde que nasceram…
    Têm memórias curtas… esquecem facilmente quem nos colocou a um mês de não haver dinheiro nem para ordenados…
    Mas isso não interessa né???????????? INGRATOS!…
    Enfim…

  11. Francisco Maio diz:

    …sem dúvida, carta bem escrita, deveria ser agradecida a todos aqueles q nos (des) governam na chamada “Democracia dos 40″… o holandês sempre tinha alguma razão, não sei se a frase ” Portugal não é pobre, tem é ladrões a mais” lhe pertence…, li alguns comentários e, de facto há pessoas q antes de falarem ou escreverem, deviam permanecer caladas ou então tirarem as ventosas da cara…,outras apelam ao voto, mas (?)…,o voto futuro é o XA4…

  12. Pedro Gomes diz:

    Além disso, após reler o seu discurso quase maravilhoso (quase isso), deparo-me que fala da educação e da justiça.
    Estou pasmado. Então temos uma justiça cada vez mais eficaz, que começa a julgar e a colocar dentro quem deve de ir ver o sol aos quadradinhos e diz que não há justiça? E a educação? Não há educação? Eu diria que há é menos alunos. Sim, porque professores há aos montes e nas escolas há aos montes. Quer falar da Prova que o Ministério inventou? Sim, aí tem razão. Foi uma prova mal estruturada e modelada. Mas isso é diferente. Agora que ela é precisa, isso é. Só precisa de ser aperfeiçoada, mas que nunca chegue a tal coisa, porque para perfeição já o temos a si. Ainda há a questão da mobilidade dos docentes, mas aí também lhe dou alguma razão. Não toda, como deve calcular.
    Use o cérebro que lhe deram e seja mais apartidário ou menos tendencioso.

  13. Pedro Gomes diz:

    http://www.noticiasonline.eu/carta-de-agradecimento-ao-primeiro-ministro-de-portugal/

    Agora deixe-se de dogmas e de pseudo-factos e conte lá a história real.
    Porque não fala da baixa da natalidade no tempo da Governação Socialista?
    Onde está aí no seu texto a questão do buraco BPN, que ocorreu e burlou-nos em milhares de milhões de euros, na época da Governação de Sócrates?
    E o aumento da taxa de desemprego na mesma era? E a baixa da população ativa? Onde está aí o acordão e aceitação da entrada das instituições europeias no nosso país, por parte dos Socialistas?
    As despesas avultadas em concessões, para hospitais e clínicas privadas, autoestradas, itinerários complementares, etc, etc?
    Quer falar das contas surpresa ou segredo (como lhe quiser chamar, porque muitas delas são off-shore) do seu compatriota José Sócrates?
    Mas podemos recuar no tempo. Mas aí basta falar de Mário Soares. Nem me vou alongar mais. Posso continuar.
    O projeto Magalhães, também encaixa na era Socialista, na governação precedente.
    Está na minha hora. Parcas foram as minhas palavras, mas já me levaram ao cansaço, porque há muito mais para contar. Mas vós que estiveram na barca do tão aclamado Sócrates (apenas para vós), não vale a pena o meu esforço, saberão mais e melhor do que eu.

    • filigap diz:

      abre os olhos essa de que a culpa é do passado já não vale.
      Obra e não desculpas

    • E quem é que sacou o dinheiro do BPN,não foi toda a camarilha que serviu sob as ordens do cabo chefe,conhecido por alfarroba? Tenha dó sr.Pedro e deixe os socialistas de uma vez em paz,já deve estar todo conspurcado de cuspir para o ar.

    • Maria diz:

      Blablabla, socrates isto socrates aquilo, blablabla, espumar de raiva, perdigotos para todo o lado, pressão arterial alta só de pensar em socrates!
      Tome lá os comprimidos e acalme-se que tanto ódio vai fazer-lhe mal . E esqueça o correio da manhã, metade do que lá vem é simplesmente inventado.

  14. Ana Simao diz:

    Continuam com Engº. Sócrates entalado????? A Srª. D. Celeste deve ter alguma recompensa por defender tanto estes pulhas que só sabem roubar . Devia era dar os parabéns ao Sr. Jacinto Furtado não só pela sua prosa mas pelas verdades e a coragem que teve em publicá-las.
    Um obrigada e muita grata pela sua iniciativa e quanto a si minha Senhora é melhor tratar da sua sáude visual e não só, tenha juízo e não faça comentários que envergonham o povo que está a passar fome por culpa dos seus amiguinhos. O Holandês tinha razão

    • Pedro Gomes diz:

      Vejamos se o povo se sente assim tão envergonhado no próximo ano. Ano esse de eleições, precisamente. Porque os portugueses – envergonhados, como insinuou – tÊm olhos na cara e sabem que a Esquerda, mais precisamente o PS, passou do 8 para o zero, sempre a descerem, como é apanágio vosso. Por isso, retiramos as ilações quando as devidas ocorrerem, porque até lá, falem, gritem, esfolem-se e, até mesmo, brinquem ás primárias, porque tempo não vos falta.

      • Pedro Gomes diz:

        Veremos (…)

      • filigap diz:

        o passos já está a escavar dentro do boraco. mas estamos bem e recomenda-se

      • Bru diz:

        Pedro a serio que precisas tu que te facam para abrires a pestana???
        Abrirem-te as pernas cospirem-te no olho e entalarem-te com toda a forca???

        Dirigi-me a ti pk nesta actualidade temos o teu adorado PSD no poder e como topico de conversa o teu grandioso lider.

        Mas tambem posso dirigir-me aos seguidores famintos do PS exactamente nos mesmos termos.
        aos do CDS-PP a mesma coisa.

        mas quem e k esteve no poder desde o 25 de abril?
        todos culpam o comunismo de tudo de mal neste mundo.
        mas principalmente que lutou por esta liberdade foram eles.
        deu-se o 25 de Abril estiveram os Comunistas no poder governativo nessa altura? a resposta e Nao.
        alguma vez o povo que foi libertado da opressao em que vivia agradeceu a esse movimento politico dando-lhe um lugar de poder governacao nacional? a resposta e Nao.

        Se Portugal fosse um pais de pessoas inteligentes responsaveis ja o teriam visto e corrigido as suas accoes.
        mas nao e um pais de pessoas que adoram estar de barriga cheia com a miseria do visinho, que vai votar como se de um clube de futebol se tratasse.

        adorei esta carta ao passos Coelho. adorei quando criaram uma semelhante para o Socrates.
        adorei quando fizeram algo mt parecido sobre o relvas e sobre os submarinos do portas ou portas dos submarinos…

        mas infelizmente detesto saber k enquanto todos se queixam quando chega a altura de fazer a diferenca indo votar a maioria k vai votar vota sp nas mmas merdas e outros em vez de fazer valer a sua palavra e vontade prefere ir passer o domingo a dormer ou na praia ou na praia a dormer.
        e que todos estes teem em comum???
        passado pouco tempo estao todos a queixarem-se do governo eleito e todos dizem k nao teem culpa k nem sequer foram votar….

      • João Nunes diz:

        Caro Pedro

        Por existirem pessoas como tu este país nunca irá evoluir… Sejas tu a defender estes, como há outros a defender os de outras cores. Ceguez desse tipo, só no futebol e a brincar.

        Entretanto aconselho-te a veres este video e descobrires o quão pequeno e insignificante és (tal como nós todos).
        https://www.youtube.com/watch?v=UwFolpgpksU&feature=share

        ABRE A PESTANA!

  15. caro amigo Jacinto Furtado:
    li atentamente o seu artigo,e estou 100% de acordo diria mais 120% de acordo,na implementação de um governo de salvação nacional,desde que esse mesmo governo parta do principio das funções para o qual deve ser nomeado.Este governo deveria nascer com os seguintes pressupostos:reforma do estado(meter uma parte dos funcionarios publicos na economia real)privatização das empresas publicas (com a ressalva de que mantenham o serviço publico de transportes nas mãos de privados mesmo pagando 50% dos passes aos mais necessitados a poupança é de milhões,reforma da justiça(processos mais rapidos nos seus julgamentos) e por ultimo reforma autarquica(existem muitas camaras que não fazem sentido)se houver coragem para fazer tudo isto numa decada Portugal agradece

  16. caro amigo
    Deveria para além destes comentários bonitos que escreve sobre o actual 1º por coêrencia fazer o mesmo a todos aqueles que o procederam,porque pesados numa balança e pensando bem não sei qual deles foi o mais responsável pelo nosso estado.Se aquele que institui o rendimento minímo criando um país de malandros, se aquele que abandonou o barco a meio para ir para outro” tacho” se aquele que fez obras faraónicas atravéz das pp´s que agora estamos a pagar.E já agora por exemplo dava-lhe também um conselho porque vejo que escreve muito bem e é muito acertivo ,falar das empresas publicas por exemplo metro cp,refer soflusa transtejo,tap etc esses sim os aspiradores do nosso dinheiro

  17. Julio diz:

    Não batam mais na senhora, de facto esta coisa moderna de assinar no inicio do artigo por vezes tb me baralha.

    Resumindo isto tudo de facto o holandes tem razao, o mal disto é ter cá portugueses…..

  18. milu martins diz:

    é uma vergonha onde chegou o nosso país, eu trb 40 anos e confiei os meus decontos ao estado para poder ter uma velhice descasada, infelizmente fui enganada, hoje tenho uma reforma de 231er 99centimos , posso viver a grande e a francesa, obr dr pedro passos coelho.

  19. Orlindo Cameira Santos diz:

    Sr.Jacinto Furtado e outros,
    O que sei de ler e escrever é pouco fiz a 4ª. classe há 65 anos, mas aquilo que sei é que um tal governante deixou o País sem dívidas, com muito dinheiro (cofres cheios) toneladas de ouro e a partir de uma certa altura gastaram tudo em pouco tempo, criaram a dívida que temos e agora pagá-la?
    Os Senhores agora vão dizer, mas deixou o País inculto como Orlindo!… Só que a cultura e os Doutores não pagam dívidas e não são capazes de as pagar e encher os cofres e arranjar toneladas de ouro. Só gastam e roubam.
    O inculto
    Orlindo Cameira Santos

    • Marcelo Barros diz:

      Bom dia,

      Pois é, mas o país que investiram no passado na educação, cultura, engenheiros, cientistas… como por exemplo Alemanha hoje esta a colher os frutos sobre o know how, as patentes, toda a tecnologia que conseguem exportar, a sua imagem de marca. Não me quero alongar mais, acho que é suficiente para perceber o resultado a longo prazo.

      Cumprimentos

      • tekapa23 diz:

        Senhor Marcelo :
        Repare na incompetência dos doutores, engenheiros, etc. surgidos na era pós 25/4. A começar pelos ministros e outros executivos dos governos modernos. Algum Duarte Pacheco ? Algum Salazar ? E não me fale em liberdade, porque a ÚNICA coisa que era vedada, seria falar contra ‘ele’ .
        Recebemos a liberdade de falar, mas ninguém nos liga nenhuma… Qual é a vantagem ?
        E que mais nos trouxe o 25/4 ? Só se quiser referir a falta de educação (ordinarice mesmo), generalizada que se verifica actualmente.
        Em compensação, somos bombardeados com as mais variadas restrições (a coberto das leis comunitárias), contribuições, impostos, licenças, taxas, multas para tudo, etc. E ainda há quem diga com ar de gozo que ‘naquele tempo’ era necessário uma licença para usar isqueiro. O que ignoram é que com a imposição dessa licença, se mantinha a fosforeira nacional, com todos os seus postos de trabalho .
        A Lisnave, a Messa, a CUF, etc… eram baluartes da nossa economia que depois de delapidados pelos ‘democratas’, foram miserávelmente extintas !
        E já que fala nos alemães, veja lá se acabaram com a VW, com a Siemens, ou com mais alguma grande produtora de capital. Isso sim, é o ‘segredo’ do seu actual sucesso.

        • tekapa23,esqueceu-se de mencionar que nessa altura um trabalhador se estivesse doente tinha que pagar os cuidados médicos,ou tinha que munir-se de um atestado de indigência assinado por dois comerciantes,mas agora tem o SNS? Sabe que nesse tempo,havia apenas 4 Universidades em todo o país? Lisboa,Porto,Coimbra a 4ª era a da vida,onde os filhos dos pobres começavam a aprender logo aos 8 ou 9 anos trabalhando no duro e a sua maioria quando no fim da vida sem reforma,andavam a mendigar a sua subsistência em casa dos filhos.Fico-me por aqui porque o rol é muito grande e não quero maçar os que me prestam atenção.Mas por favor pondere muito bem no que escreve antes de o fazer.

        • dionisio diz:

          concordo em pleno com o seu comentário só gostaria de saber quem foi o politico que deu a nossa E D P aos chineses para eles levarem não sei quantos milhões de euros e segundo que andaram a dar elecricidade á nossa vizinha espanha e nós cada vez a pagar-mos mais e a pagar-mos aluguer de uma coisa que é deles

    • Porra vá de retro Santanás,óh Sr.Orlindo!!!

    • Maria diz:

      Fazendo o povo inteiro passar fome e viver na pobreza, sem acesso a educação e saude tem de facto esse feito, Sr Orlindo : cofres do estado a abarrotar de ouro.
      É um estilo. Duvido é que a maioria dos portugueses queira esse estilo de governação de volta…

  20. Nuno Santos diz:

    Os portugueses falam, falam, mas na hora de ir votar a maioria fica em casa, desculpem! mas tantos a reclamar e tão poucos a votar.
    Não se queixem.
    E já agora, se toda a abstenção fosse votar em branco, e repito em branco, quem é que o nosso PR, indigitava para PM?

    • guima diz:

      Votar, mas votar em quem? nestes políticos profissionais que nunca fizeram nada na vida, que vão para lá para se encherem e tratar da vidinha deles e dos seus, não meu caro, votar no BE ou no PCP para quê, para ao fim de dois meses não haver dinheiro para pagar as reformas, para ao fim de meia dúzia de meses estarmos todos a viver com senhas de racionamento, não meu caro, ninguém nos emprestava mais um euro para podermos viver, ou melhor sobreviver. Só há duas soluções, é ninguém, mas como mesmo ninguém ir votar e deixá-los a falar sózinhos, então eles talvez arrepiassem caminho, a outra hipóteses essa não digo, fica para mim, é muito “pesada”, fico por aqui ok?

      • Paulo Gonçalves diz:

        Caro(a) Guima. Permita-me o esclarecimento: não votar é compactuar com o status quo atual já que matematicamente só favorece os blocos políticos de sempre. Votar em branco, massivamente pode inviabilizar a eleição sendo necessário proceder a novo escrutínio. O que pouca gente sabe é que numa situação dessas todos os políticos pertencentes às listas eleitorais nao se poderão candidatar outra vez. Aqui sim a limpeza é total. Teria de surgir da sociedade civil uma nova classe política talvez um pouco mais ajustada.

      • Joao Carlos diz:

        Apoio na totalidade o que disse.

    • Filipe Castro diz:

      Concordo plenamente sr. Nuno Santos. Voto em branco em vez da abstenção.

    • Nuno diz:

      Essa teoria de que a culpa é de quem não vota é boa. Quem é que os põe no poleiro é quem não vota ou quem vota? Tomem juízo, eu não voto por convicção e o voto em branco, na minha opinião, é concordar com o sistema podre.

      • Maria diz:

        Não quer votar porque o sistema está podre, ok é um direito seu. Já esperar que dessa inacção surja alguma solução é que me parece estupidez. É como estar sentado em frente à TV a ver um programa que se detesta, mas à espera que alguém nos mude o canal porque nos recusamos a usar o telecomando…

  21. Manuel Custodio diz:

    Provavelmente Jacinto Furtado, autor deste texto terá toda a razão nos numeros que apresenta, não discuto isso.
    Há no entanto uma tese que eu tenho e que tem a ver com a insatisfação do povo sistemáticamente. Ja passei a casa do 50 e como tal já vi muitos governos e todos eles foranm alvos de criticas ferozes, insultos e prática de má gestão. Muda-se o governo e passados 2/3 meses, volta tudo ao normal. Sem querer ser advogado do diabo, penso que em vez de se fazer textos de criticas irónicas por sinal textos longos, deveria começar-se apelar ao povo para se fazer boa escolhas no futuro senão isto não vai mudar nunca. é tão recente na minha memória os insultos a José Socrates e aos meliantes que o acompanhavam…. E quem já se esqueceu das obras faraónicas que se fizeram e outras que ficaram a meio? O problema está nos politicos? Sim está, mas tambem está no povo que os elege.

    • cb diz:

      O problema está no povo que os elege? Deve estar a brincar. O povo não elege políticos, limita-se a eleger partidos, depois estes colocam lá quem bem entendem. É por isso que a podridão e corrupção chegou onde chegou. Enquanto não se alterar a lei eleitoral estaremos sempre na mesma, nós povo não temos direito a exigir seja o que for Não temos direito a pedir responsabilidades. Saudações democráticas.

    • filigap diz:

      Verdade mesmo com essas obras Faraónicas é que tinhamos uma divida de 96%, agora sem obras temos 136%, Boa gestão

    • O Sr.Manuel Custódio tem assim tantos exemplos de obras faraónicas feitas pelo 1º Ministro Socrates ? importa-se das enumerar?

  22. Luis António Barreiro Botas diz:

    É muito doloroso assistir a desaires deste tipo y por um especialista que ainda nao passava de uma criança y se dizia professor de matemática onde hoje se Vê qe de matemática nada percebe pois é muito rico y bonito dar de maos largas o que nao é nosso que é da Naçao e do Povo Portugués diz Este e sempre o disse que nao faria isto que non faria aquilo( aumento de inpostos, aumento das cargas fiscais para os contribuintes com compras e remodelaçao da frota de carros de altas cilindradas, aumento de seguranças a lhes guardar as costas, quanto motoristas ao seu serviço estes com os ordenados tres vezes acima do ordenado minimo ou mais quantos secretarios a mais nos seus gabinetes tudo isto porque um invalido 1′ Ministro de Portugal …Pedro Passos no Cu,elho que após ter sido encabeçado como 1′ Ministro alguem teve a honra de baptizar como o FARSOLAS , POIS AOS OLHOS DO POVO y da Naçao nao passa de um entruja e um FARSOLAS, pois que sempre disse o que nao disse mas logo se esquece de tudo no momento a seguir e nos o POVO a pagar os desaires de um imcompetente ignorante y invalido 1′ Ministro de que este é meu País … Pedro Passos Coelho

  23. Helder Rodrigues diz:

    Não sei se este artigo é para usar de ironia contra Passos Coelho, se para fazer campanha pelo Costa!!….Enfim…..país de Intelectuais que em vez de produzirem, vêm para estas redes declarar poesia para o tacha de alguém!!

  24. Carla Cruz diz:

    Obrigada Jacinto Furtado! “Faz-nos bem ao fígado” um resumo assim tão bem escrito! E melhor ainda faria se soubessemos que os “nossos” governantes o lessem … e entendessem!

  25. Américo Gomes diz:

    Breve comentário à “Carta de Agradecimento ao 1º Ministro de Portugal”
    De facto, a politica de empobrecimento provou que não deu frutos e hipotecou o futuro das gerações vindouras. Por isso, ele não tarda a pedir desculpa aos portugueses, tal como vão pedindo os seus Ministros.
    Conclusão; desculpas não pagam dívidas e todos eles continuarão impunes e serão premiados com chorudas reformas…

  26. Maria Celeste Amado de Oliveira diz:

    O meu comentário prende-se com o seguinte: este senhor(ou será que é senhora?) escreve muito bem, tem toda a razão no que diz,só peca por não se identificar…isto será por medo de que o prendam,será por medo de que lhe cortem a Internet,ou será com medo que o matem? eu não tenho por hábito dar opinião sobre uma missiva anónima, mas desprezo este procedimento…valeria a esta pessoa dar,não a cara,mas o nome…porque muitas pessoas que vêm aqui,têm necessidade de não estar a ler uma simples história…há outra coisa que me impressiona um pouco: seja lá quem for que escreveu esta carta, nunca teve coragem(e isto é muito importante que se diga) de endereçar uma mesma carta ao Exmo. Sr. Engº. José Sócrates,nosso primeiro ministro e principal responsável do estado a que este país chegou…por fim,lamento que as pessoas que agem como este leitor(ou será que é leitora?)não tenham a coragem suficiente de cortar a direito,isto é,não tapar o sol com a peneira,e não condenarem a tal Direita que,de Direita não tem nada,em prol de uma Esquerda(leia-se Partido Socialista),que tem ainda menos!!!

    • Jacinto Furtado diz:

      Cara leitora,
      No Notícias Online não existe esse conceito de escrever anonimamente, todos os artigos são assinados e o seu autor identificado, não usamos pseudónimos nem outro tipo de subterfúgios tão em voga.
      Caso se dê ao trabalho de ver mais atentamente vai ver que é logo a primeira informação que aparece no artigo, o nome de quem o escreveu. Neste caso particular EU!
      Cumprimentos e obrigado por nos ler.

      • Tiago Dias diz:

        Boa tarde,

        A mim o que me dá dó é como haver uma pessoa, um grupo de pessoas que defendam ainda estes trastes, miseráveis mais propriamente.

        Será a srª Maria Celeste Amado de Oliveira uma daquelas que come do tacho?Certamente que será.
        Senão comesse desse tacho certamente não defenderia esta política de crescimento de miséria.

        Nota:
        Será que a srª Maria Celeste Amado de Oliveira irá também agora usar a mesma forma de desculpa que usam os seus queridos governantes.
        É que agora sairá um pedido de desculpa por tal lapso, o lapso de vir tirar valor a esta carta pública por, dizia a srª Maria Celeste Amado de Oliveira, não tinha assinatura, afinal tinha.
        Veja as coisas com olhos de ver e tire as talas dos olhos, quando as tirar irá ver que não vivemos num país assim tão perfeitos.

    • Carlos Ferreira diz:

      Triste….

    • Carlos Caio diz:

      D. Maria Celeste o que interessa alguém chamar-se, por exemplo, Manuel e assinar o seu comentário como Joaquim ? Nunca ouviu falar em pseudónimo ? Há muitos e famosos escritores, e outros, que usam o pseudónimo e não é por isso que os seus escritos deixam de ter valor. Logo que se exponha a verdade das situações o nome não interessa. Será que a senhora se chama Maria Celeste ?

    • Rui diz:

      O que interessa o nome aqui, deve te-lo escrito na carta, mas nao aqui, o que apoio. Ninguem tem que ver com isso. O problema nao foi só com passoscoelho e socrates, mas com TODOS os que vieram antes deles inclusive. Abram os olhos e continuem a votar nos mesmos de sempre ue só fazem é bem.

    • cb diz:

      Triste comentário o seu. Deveria consultar um oftalmologista porque esses olhos não devem andar bem, Então o artigo não está assinado? Deve ser da tal falta de óculos que não deu para ver quem o assinava e pior ainda o sexo do escriba.
      Tenha dó e para nos poupar, o melhor que tem a fazer é não comentar. Já agora e para terminar deveria dar os seus parabéns ao Jacinto Furtado pela excelente “carta de agradecimento”. Desejo-lhe uma boa noite

      • tekapa23 diz:

        É compreensível a sua crítica pois, entre a assinatura do escritor e a peça, está um anúncio publicitário :
        No entanto há aqui pessoas muito perspicazes que não desculpam um engano, justificável.

        Jacinto Furtado
        ROUPA BARATA

        (Guarda-roupa no feminino !!!…)

        texto…

    • tekapa23 diz:

      Sra. D. Maria Celeste :
      Por lapso, coloquei uma resposta à sua mensagem, mais abaixo. Peço que leia e aceite as minhas desculpas.

    • filigap diz:

      tem o Socrates intalado na graganta? o unico politico em portugal com P grande

    • filigap diz:

      Pitosga vesse mesmo que é do PSD estupida como o resto da comitiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *