A mulher na civilização minóica

A civilização minóica  desenvolveu-se em Creta ,a maior ilha do mar Egeu,no período da Idade do bronze ,2700 a.C. Através do mar Mediterrâneo,faziam transações comerciais na Europa ,desenvolveram um sistema de escrita e transmitiam o seu conhecimento e cultura através dos mares . A mulher tinha um papel predominante na sociedade minóica  e as divindades religiosas eram…

Vivemos outros tempos…

Um tempo em que nas campanhas e pré campanhas não é permitido a distribuição de sacos de plástico ou canetas com o símbolo do partido; esses acepipes tão apetecíveis que faziam as crianças sair em debandada atrás dos candidatos, quanto mais não fosse para fazer acréscimos a essas coleções.             Em prol do ambiente e de…

As águas de agosto

Entre vales, fomos ao encontro da água que se ajuntava em açudes e pegos debaixo de frondosos carvalhos e amieiros. Descemos depois a serra, atravessámos a planície para nos banharmos no mar. Em agosto, procuramos a água por instinto. Quando ela nos envolve sentimo-nos purificados, renovados. Talvez  o calor, que nos estimula esta comunhão, seja apenas uma…

Não fabrique; adote!

No dia 12 de Agosto, o Jornal “I”, fez uso do resultado dos censos com o titulo “Portugal a caminho da extinção”. Anuncia assim, de forma apocalíptica, a irresponsabilidade de uma juventude que, como tem sido noticiado nos últimos anos, é egoísta, prepotente, preterindo a continuidade da espécie em prol de conforto e tempo para…

Podemos decidir ser felizes ?

Já há alguns anos escolas alemãs oferecem aos seus alunos aulas de felicidade. Um passo gigante para a compreensão do homem na sua totalidade,num complexo de emoções e sentimentos. Os alunos podem exprimir livremente os seus pontos fracos ,como gerir emoções e tentar compreender como se pode melhorar. Desde o nascimento da filosofia na Antiguidade,a…

A luta social não é um acessório!

Sei que é uma moda semelhante ao anel que muda de cor como nos idos 90, consoante o humor do dono do anelar… Mas, tal como essa reles bijuteria, a sede de protagonismo ou (vou dar de barato) a ingenuidade de artistas e figuras públicas não pode desculpar o tempo de antena que se cede…

Os vendilhões do coitadismo

Usavam lantejoulas, jaquetas listadas, palcos iluminados… havia programas de rádio, televisão, jantares de sábado seguido de namoro e saídas de mão na mão. Uma ida ao cinema para matar a sensaboria do dia-a-dia. Confiava-se na arte e no artista… era bicho de trabalho e, claro opinião. Respeitava-se o seu lugar por saber estar, ser e…

As rosas de uma guerra injusta

“- Ó homem cala-te um bocadinho que a Joana está a a fazer-me perguntas é a mim!” Dizia-Lhe a D. Rosa, batendo-Lhe no braço. O Manuel veio da guerra com os estilhaços de uma mina no rosto e a visão que a alma havia retido, porque os olhos népia! Entre os muitos Deficientes de Guerra…

Tenho saudades dessa Grécia

Fui correspondente da Lusa em Atenas. Já anteriormente escrevia artigos para o Diário de Notícias, descrevendo situações do meu cotidiano em Atenas, e as divergências de hábitos e cultura da Grécia e do meu país. Ainda há muito a tendência de imaginar que somos povos parecidos, mas não somos, de todo … Uma das primeiras…