Orgias dentro de caixas

O casamento entre “elites” e poder, dinheiro e corrupção é a orgia da história da humanidade que sempre tramou a vida dos filhos bastardos, aqueles que produzem e que são explorados independentemente da cor de pele. O que interessa é acumular, ter património, viver faustosamente. Não tenho nada contra, só fico um pouco aborrecida vá.…

Por detrás da porta fechada

Por detrás da porta fechada da corrida em direcção a lugar nenhum e a todos os lugares-Mergulho nas águas profundas da saúde mental dos refugiados da vida. Espero viver até muito velhinha com os meus quatro r´s: -risco, rímel, ramelas e rugas, acompanhada do síndroma de evolução através do reconhecimento das emoções e dos sentimentos – SERES…

Da série Pretagógica

Hoje o postal é longo, quase um livro leiam se vos apetecer, eu quero deixar por escrito, o meu acrescento se não vos apetecer ler agora, guardem num canto, quando quiserem saber da história, voltem aqui, saibam que este não é da minha imaginação uma veleidade a realidade da verdade o conto dos meus antepassados Preambulando  Um dia, um fascista disse…

The Dust Lady

O dia acordava ensolarado e o céu limpo não fazia adivinhar o que este trazia guardado.  Marcy Borders, trabalhava há um mês no Bank of America no octogésimo primeiro andar de uma das Torres Gémeas do World Trade Center.  Tinha vinte e oito anos no dia onze de Setembro de 2001, no ano de início…

Khanimambo

É uma poesofia de vida chegar a Moçambique com uma frente povoada por ilusões e um coração cheio de sonhos. Acreditem-me. Vivi e trabalhei por lá, deixei pele e lágrimas no terreno, por vários anos. Não venho aqui falar de política mas como não? Se tudo é política? Não, vou falar-vos da Fundação Khanimambo. O…

Os fantasmas estão acordados!

Ou a promiscuidade das origens – o racismo é uma farsa mas existiu deu origem à escravatura e ao colonialismo! Queridas amoras filhos de Viriato e Afonso Henriques, cujas mães têm origens várias. E os pais? Esses vinham de todos os lugares. Sobre a nossa História fazemos como Pilatos, varremos para debaixo do tapete, assobiamos…