Guiné Equatorial injecta 133,5 milhões no Banif

ana_gomes2_lusaEurodeputada Ana Gomes pede à UE que impeça negócio

“Um esquema de lavagem de dinheiro de um regime corrupto e criminoso”, assim descreve a eurodeputada socialista Ana Gomes o acordo entre uma empresa da Guiné Equatorial e o Banif para que aquela passe a deter 11% do capital do banco português.

Em declaração à agência Lusa, Ana Gomes disse que esperava ver o Banco de Portugal e a CMVM cumprirem com “o seu papel” impedindo a entrada de capital daquele país, e adiantou que vai ainda pedir a intervenção da Comissão Europeia – “para não deixar que se concretize uma intervenção num banco que está a ser resgatado com fundos emprestados no quadro do resgate a Portugal, e que vão ser pagos pelos contribuintes portugueses”.

“Desde já, alerto os próprios depositantes e accionistas do Banif para como é perigosíssimo aceitar a entrada de financiamento da Guiné Equatorial, com um regime sinistro que está em todos os índices de regimes ditatoriais e miserável no empobrecimento da população enquanto a família presidencial enriquece cada vez mais”, acrescentou a eurodeputada socialista.

Também o líder da oposição da Guiné Equatorial no exílio, Severo Moto, alertou para o perigo de o negócio se concretizar, e afirmou: “Isto é dinheiro que serve para comprar vontades e para que o Obiang e a sua família possam continuar a roubar.” Severo Moto também considera que o investimento é “um bilhete” para a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Já para o secretário-executivo da CPLP, Murade Murargy, o investimento no Banif é uma forma de demonstração do real interesse de cooperação daquele país africano com a organização lusófona. “A Guiné Equatorial está interessada em investimentos nos nossos países, começando por Portugal. Esta injecção de capitais no Banif é uma forma de a Guiné Equatorial demonstrar que quer realmente cooperar connosco”, disse o diplomata moçambicano à Lusa.

http://www.ionline.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *