Nunca Mais Esqueceremos

10559660_832559486754650_7890135896987732451_nA desqualificação da política dilata-se com a infâmia da mentira. Não faltam medíocres travestidos de políticos a recorrer a esse estratagema, mistificando a realidade, na ilusão de que os portugueses são idiotas ou perderam a memória sobre as angústias dos dias vividos.

O chefe da corja tornou-se um mestre de 5ª categoria com essa trapaça saloia, acenando com artifícios verbais, ilusionismo da propaganda, como se a realidade concreta da vida pudesse ser coberta com esse manto de fantasia, que o faz debitar mais umas patranhas duma economia que não existe e ninguém vê, salvo na cabeça dele ocupada de bosta por falta de cérebro.

Bem sabemos que o país está a banhos e não é este o melhor tempo para enfadar os meus amigos com estas matérias políticas de circunstância. Mas o energúmeno foi ao Pontal fazer um exercício circense de propaganda que os velhos mestres das ditaduras não desdenhariam. O problema é quando o boçal cai no reles ardil de colocar os jovens contra os idosos, como se estes, pelo facto de viverem, lhes tivessem a roubar fatias de vida.

Ora, toda a gente sabe o que tem sido feito contra reformados e pensionistas. E os roubos só não têm sido mais gravosos pela vigilância do Tribunal Constitucional, que tem corrigido a escumalha do governo como quem castiga meliantes que assaltam as pessoas.

10612584_10201410162095086_9051627371316221903_nÉ preciso topete para o porco, depois do que tem feito e segundo conta o “Expresso”, dizer que «os pensionistas não merecem que todos os anos se tente fazer os que os outros não consentem que se faça». Sem nunca mencionar por cobardia o Tribunal Constitucional, Passos deixa críticas à «estranha forma de ver a equidade e a solidariedade» de «quem pensa que só há verdadeiras reformas se não mexermos nos direitos adquiridos, apenas naqueles que estão em formação. Quer dizer só os jovens e quem está a começar a sua vida é que podem perder direitos, os outros não podem». Para quem os manda emigrar e os afunda na precariedade, só um verme pode dizer isto. Para ele a equidade significa retirar direitos, significa nivelar pelo mínimo, ficar ao nível próximo do que é o modelo do Bangladesh ou da China quanto aos direitos do trabalho e dos trabalhadores.

ImageProxy (1)Cá está a infâmia da mentira que põe a política de rastos ao nível dum qualquer vira-latas. Ele também lá disse, no Pontal, que «o dinheiro dos contribuintes não servirá para pagar os desvarios dos bancos». Pois… pois, sabemos de ciência certa como os portugueses pagarão com língua de palmo as misericordiosas e generosas injecções de milhares de milhões que agora foram aplicadas na vigarice do BES! Não se pronuncia sobre a necessária reforma do sistema financeiro, esse sim, que é o que tem trazido Portugal à situação que se vive, mas tem a lata de fazer umas considerações morais sobre a promiscuidade entre a banca e o poder, parecendo que o PSD não tem nada a ver com isso, visto que

ao que parece sofre de amnésia e “não se lembra” do BPN-Banco Português das Negociatas da escumalha laranja.

No Pontal, só uma coisa o porco disse acertadamente, que não admite discussão: «Foram três anos [de governo] que nunca mais esqueceremos».

É que sem dúvida nenhuma o povo NUNCA MAIS ESQUECERÁ a corja … mesmo ! Esta escumalha ficará no caixote do lixo da história, porque dos reles nunca reza a História.

Telmo Vaz Pereira

3 comentários a “Nunca Mais Esqueceremos”

  1. Viver com Dignidade diz:

    Peço desculpa ao senhor Luís Pereira em não concordar com ele. Se voto num partido, há centenas de corruptos e chulos. Voto num outro, a mesma coisa, chulice e mais chulice. Vi que não podia andar 4 anos a lamentar-me em que votei em gatunos para me roubarem ( aumentam a água, electricidade, o IVA, o imposto automóvel, retiram o abono de família etc,etc e tal ). Todos, mas todos, foram unânimes em se auto aumentarem, todos perante mim que sou roubado no salário, ficaram descredibilizados. Penso que o problema está no sistema, a maçonaria e toda a máfia convivente que está enraizada com raízes muito fundas, que se foram apropriando dos sectores públicos e mesmo com quota nos privados. Temos que esvaziar o sistema, não podemos votar em ladrões.

  2. Luís Pereira diz:

    Concordo em tudo o que foi dito no texto, mas há um pormenor importante. A maior parte do povo esquece e é estúpido porque cerca de 60% não vota, deixando a decisão nas mãos dos energúmeno que votam PS, PSD e CDS.

    • José Ramos diz:

      Se estás a chamar energúmenos aos eleitores, és mais anormal e idiota do que pensas! energúmenos são os políticos PORCOS e que usam de MÁ-FÉ que se apoderaram deste país! e nestes energúmenos incluo os misteriosos e sinistros Maçons, as máfias de qualquer tipo, os podres do sistema financeiro que tanta trapaça fazem e nunca lhes acontece nada! e, já agora, também os “Iluminati”; todos esses sim, esses é que são os energúmenos! tenha juízo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *